MENU

01/09/2021 às 00h00min - Atualizada em 01/09/2021 às 00h00min

Coluna do Lima Rodrigues

 
Atendimento do Orienta Naturatins em Araguaína começou ontem e termina hoje

 
Teve início ontem (31), o Orienta Naturatins em Araguaína, para esclarecimento de dúvidas sobre procedimentos e documentos necessários no atendimento dos serviços ambientais oferecidos pelo Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins). Em Araguaína, o Orienta Naturatins acontece nos dias 31 de agosto e 01 de setembro, ou seja, termina nesta quarta-feira. Em seguida, no dia 02 de setembro será a vez do município de Colinas. O agendamento do atendimento individual de produtores rurais, empreendedores, responsáveis técnicos e consultores, em ambas edições, precisa ser realizado via WhatsApp (63) 99218-0298.

Agendamento
 
O agendamento é necessário para evitar aglomerações e contribuir com as iniciativas de prevenção da Covid-19. Cada atendimento tem duração de até 30 minutos, para tirar dúvidas acerca do licenciamento, recursos florestais, outorgas d’água, Cadastro Ambiental Rural (CAR), carteira de pesca, além de oferecer serviços de protocolo e jurídico.

 “Convido aos produtores rurais, empreendedores e técnicos responsáveis desses municípios e região, para na oportunidade nos aproximarmos e juntos, promover a celeridade do atendimento ambiental necessário ao desenvolvimento sustentável do Estado”, destaca Renato Jayme, presidente do Naturatins.

 Em Araguaína, o Orienta Naturatins vai atender nas dependências da Associação Comercial e Industrial de Araguaína (Aciara), sendo no dia 31/08 nos períodos matutino e vespertino, com horários de 9 às 12h e das 14 às 17h. Já no dia 01/09, na parte da manhã, o atendimento vai se estender de 9 às 12h.

 No município de Colinas do Tocantins, o atendimento será realizado na Câmara Municipal de Colinas, durante todo o dia 02/09, nos horários de 9 às 12h (período matutino) e de 14 às 17h (período vespertino).
 
Orienta Naturatins
 
Nas edições do Orienta Naturatins, os usuários podem tirar suas dúvidas sobre licenciamento, recursos florestais, outorgas d’água, Cadastro Ambiental Rural (CAR), serviços de protocolo e jurídico. Outros esclarecimentos sobre julgamento de multas, prazos para defesa e recursos administrativos, segurança de barragem e carteira de pesca, bem como as informações voltadas para o licenciamento de atrativos naturais, também foram oferecidos em edições já realizadas.

 O Orienta Naturatins busca promover a aproximação entre o Instituto e os produtores rurais, empreendedores, responsáveis técnicos e consultores, para fins de orientação sobre os serviços do Instituto. Essa ação faz parte das diretrizes do Governo do Tocantins, para levar informações e facilitar os processos de regularização, reduzir a burocracia e dar celeridade para o desenvolvimento do Estado, sempre respeitando a legislação ambiental.

 Em 2021, o Orienta Naturatins já realizou seis edições, atendendo o público dos municípios e região, entre eles, Araguatins, Lagoa da Confusão, Formoso do Araguaia, Palmas, Dianópolis e Mateiros. Na próxima semana a agenda da ação avança para as edições de Araguaína e Colinas. Na edição piloto do Orienta Naturatins, ano passado, foram atendidos empreendedores, proprietários de áreas com atrativos turísticos e pequenos produtores rurais da região do Jalapão. (Cleide Veloso/Governo do Tocantins).

Software de gestão de fazendas também indica plantabilidade ideal para desenvolvimento dos cultivos
 
A plantabilidade é a distribuição uniforme de sementes ao longo do sulco de semeadura com a quantidade e a profundidade ideais. Para tanto, é indicado chegar ao melhor espaçamento possível entre as sementes para evitar duplas e falhas, e assim garantir o bom desenvolvimento e a produtividade dos cultivos. O Farmbox, software de gestão de fazendas, apresenta os dados de forma clara para ajudar o produtor a atingir melhor plantabilidade indicada para cada região, cultura e variedade.

Trata-se de uma plataforma completa de gestão, que compila dados e informações de campo, além da plantabilidade, como: estoques de insumos; mapas de infestação de pragas; frequência de monitoramento de cada talhão; agenda de aplicações; pluviometria; previsão de colheita e de custos de produção, de produtividade e rentabilidade total ou por talhão, entre outros, para o planejamento completo de cada safra e a melhor tomada de decisão do produtor.

Soja

Segundo o CEO da Checkplant/Farmbox, André Cantarelli, a melhor plantabilidade, no caso da soja, pode aumentar a produção em cerca de cinco sacas por hectare, dependendo das condições locais e do manejo adequado. “A semeadura é uma das fases que pode impactar significativamente os custos de produção, já que o custo das sementes representa em média 12% a 18% do total, dependo da cultura e da tecnologia inserida na semente.”

 De acordo com o artigo publicado na Revista Pesquisa Agropecuária Brasileira, intitulado Espaçamento, densidade e uniformidade de semeadura na produtividade e características agronômicas da soja, a produtividade da soja aumenta com a redução do espaçamento entre linhas aliado à menor densidade de plantas, proporcionando uma melhor distribuição na área e permitindo um maior fechamento entre linhas e, portanto, melhor controle de plantas daninhas. Nas menores densidades, as plantas são mais baixas, acamam menos, e apresentam maior porcentagem de sobrevivência.

Cantarelli explica que o gestor da fazenda tem no Farmbox um acompanhamento completo da semeadura e plantabilidade. “É possível avaliar no aplicativo o histórico do plantio e gerar cálculos para um coeficiente de variação uniforme. O produtor também consegue acompanhar o trabalho das máquinas e traçar um objetivo de acordo com o número de plantas por hectare, assegurando a qualidade do plantio e a produtividade de cada talhão”. (Flávia Romanelli – Ello Agronegócios - SP).

Destaques do Conexão Rural

O Conexão Rural do próximo fim de semana apresenta os seguintes destaques:

Secretaria de Produção Rural de Parauapebas, no Pará, promove Dia de Campo sobre pequenos animais;

Começam em breve as obras de pavimentação asfáltica da segunda etapa da Transcarajás, ligando Canaã dos Carajás ao Posto 70. (Essa rodovia reduzirá em 200km a distância entre Parauapebas (PA) e Araguaína (TO), quando estiver totalmente concluída até a Vila São José, mais conhecida como Pontão do Tocantins).

Teremos ainda o comentário do jornalista Antônio Reche, de São Paulo, especialista em agronegócio;

Na parte musical, o programa faz homenagem a dupla João Mineiro e Marciano.

O Conexão Rural é veiculado todo sábado e domingo às 9h30 pela Rede TV de Parauapebas (PA); em sites parceiros em Imperatriz (TV Web O Progresso); no Paraná (Minuto Rural); em Araguatins (Folha do Bico); em Palmas (Norte Agropecuário) e em Porto Velho (O Nortão), além das redes sociais do jornalista Lima Rodrigues, produtor e apresentador do programa.

O Conexão Rural pode ser visto na parabólica por intermédio da TV Milagro Brasil (SP), canal focado ao mundo do agro – que fez sua estreia em fevereiro deste ano em rede nacional, na frequência 3.665 Mega-hertz (MHz).

Na parabólica, via TV Milagro Brasil, o programa é veiculado todo domingo às 13h30, com reprise em vários dias e horários: às segundas, quartas e domingos às 16h. E às terças, quintas e sábados às 6h30 da manhã e às 16h de sábado também.

Edição: João Pezão Filho

Imagens: Pezão, LR Produções, Ascom – prefeitura de Canaã dos Carajás (PA) e acervo da TV Cultura de São Paulo

Assistente de Produção: Ana Cláudia Aragão
Link
Relacionadas »
Comentários »
Loading...