MENU

02/08/2022 às 18h47min - Atualizada em 02/08/2022 às 18h47min

Lançado o primeiro volume do livro “200 anos da imprensa no Maranhão”

Alan Veras
Imprensa/ UFMA
Fotos: Luciano Santos
 
No Maranhão, a história da imprensa começa a dar seus primeiros passos concretos em 1821, quando foi publicado o primeiro jornal maranhense, O Conciliador do Maranhão. Em alusão a esta data histórica, foi criado, em 2021, o Projeto 200 Anos da Imprensa no Maranhão, visando resgatar e enaltecer o bicentenário da introdução da imprensa no estado. Como parte das comemorações, já foram lançados diversos materiais, e, no dia 27 de julho deste ano, no Teatro Aldo Leite, localizado no Palacete Gentil Braga, Centro de São Luís, foi realizada a solenidade de lançamento e sessão de autógrafos do primeiro volume do livro “200 anos da imprensa no Maranhão”.

O livro foi organizado pelos professores da UFMA Marcos Fábio Belo Matos, Roni César Andrade de Araújo e Roseane Arcanjo Pinheiro, e a editoração elaborada pela Editora e Gráfica da UFMA (Edufma). A iniciativa colaborativa de construção do livro foi feita por meio de edital, no qual foram submetidos 29 artigos em que, devido a esse quantitati vo, houve a divisão em dois volumes. No primeiro volume, a obra trata a respeito do campo histórico, mais direcionado à historiografia da imprensa.

“São artigos de pesquisadores tanto da UFMA quanto de outras instituições. Por exemplo, o artigo que abre o livro é da professora Marialva Barbosa, da Universidade Federal do Rio de Janeiro. O livro tem uma gama de autores, e o primeiro volume conta com quatorze artigos, e, no segundo, serão quinze. O conteúdo abrange os mais variados formatos, tem artigo sobre jornal impresso, televisão, website, rádio, temos uma gama de mídia. Nesse sentido, conseguimos também construir um arco temporal que vai do surgimento da imprensa no Estado, em 1821, ao século XXI com uma análise sobre o website”, explicou o professor do curso de Jornalismo do Câmpus de Imperatriz, diretor de Comunicação da Superintendência de Comunicação e Eventos (SCE) e vice-reitor da UFMA, Marcos Fábio Belo Matos.

Na ocasião, o docente e historiador Roni César, ressaltou o processo gratificante dessa produção e de poder conhecer “uma história que muitas vezes não passa pela gente”, em suas palavras. Já a professora Roseane Pinheiro destacou a importância da imprensa nesses dois séculos de trajetória, pontuando também a força da Universidade ao lançar uma obra fruto da academia e ao formar profissionais da comunicação e pesquisadores que fazem e constroem a história do jornalismo local.

Para a jornalista, professora do Departamento de Comunicação do Câmpus São Luís e pró-reitora de Extensão e Cultura da UFMA, Zefinha Bentivi, o livro representa um referencial para a história da imprensa no estado. “O lançamento desse livro é um referencial, um prestígio para a UFMA lançar uma obra com tantos autores de importância regional e nacional. A gente precisa de memória, e a memória da imprensa do Maranhão está muito bem-representada no livro”, disse.

Além da edição impressa, em breve, o livro estará também disponível, gratuitamente, em formato digital no site da Edufma, onde também estão disponíveis para download outros livros produzidos pela editora. A previsão é que o segundo volume, que tratará sobre “O valor social da imprensa”, seja lançado no primeiro semestre de 2023.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »