MENU

22/11/2021 às 16h20min - Atualizada em 22/11/2021 às 16h20min

Meio Ambiente destaca importância da arborização urbana

Ações envolvem plantio, doações e poda de árvores nativas e frutíferas

Léo Costa
Secretaria do Meio Ambiente
Equipe da Semmarh durante ações nos bairros em parceria com moradores e estudantes (Foto: Arquivo)

Desde 2017, a Prefeitura de Imperatriz, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semmarh), vem desenvolvendo importantes atividades relacionadas à arborização urbana da cidade com doações e plantio de mudas de árvores nativas e frutíferas em pontos diversos do município.

“Na gestão do prefeito Assis Ramos, temos desenvolvido ações de arborização visando criar um futuro de sustentabilidade de nossa cidade, envolvendo cuidado e conciliação entre preservação e desenvolvimento ordenado. É importante destacar a integração entre Poder Público, iniciativa privada e a comunidade em geral que é fundamental, visto que a arborização contribui com a melhoria da qualidade de vida da população”, destacou a titular da Semmarh, Rosa Arruda.

As ações são coordenadas pelo Departamento de Educação Ambiental e Projetos Socioambientais da Semmarh, sob a direção da engenheira florestal, Bárbara Brenda Soares.

“As nossas ações objetivam reforçar junto à população sobre a importância do plantio e da preservação de árvores na cidade. Por conta disso, a Secretaria de Meio Ambiente realiza doações e plantio de mudas e o trabalho de conscientização através de blitz em pontos estratégicos envolvendo todos os seguimentos da sociedade. A comunidade estudantil também tem sido peça importante nesse projeto”, enfatizou Bárbara Brenda.

De acordo com dados do Departamento de Educação Ambiental, de janeiro até o início de novembro deste ano, foram plantadas 1.690 mudas de árvores nativas e frutíferas e doadas 7.062. Em 2020, foram plantadas 8.468 mudas de plantas e árvores nativas e frutíferas e 49.040 mudas doadas para a população, em ações de educação ambiental e diretamente no Viveiro Municipal, no Parque Alvorada I, totalizando 57.508 mudas entre doadas e plantadas.

Além do plantio as árvores, também requerem manutenção e poda adequada, pois os benefícios das árvores urbanas estão nas copas, onde com o processo de fotossíntese, gases tóxicos, metais pesados e poeira são absorvidos e o oxigênio e a água são eliminados. A absorção de ruído também é proporcional ao volume da copa, portanto, quanto maior a árvore e, consequentemente, a copa, maiores os benefícios. Desta forma, em calçadas sem fiação deveriam ser plantadas árvores de grande porte.

Importante ressaltar que além de ser um serviço público, a arborização urbana é um patrimônio que deve ser conhecido e conservado para as futuras gerações, pois traz muitos benefícios ao homem, como proporcionar um melhor efeito estético, sombra para os pedestres e veículos, proteger e direcionar o vento, amortecer o som, amenizar a poluição sonora, melhorar a qualidade do ar e preservar a fauna silvestre.

A Lei 9.795, em seu artigo 2º, afirma ainda que a educação ambiental é um componente essencial e permanente da educação nacional, devendo estar presente, de forma articulada, em todos os níveis e modalidades do processo educativo, em caráter formal e não-formal. Encontra-se intimamente ligada ao exercício da cidadania. Em seu artigo 5°, inciso IV, que dispõe acerca de um dos objetivos da Política Nacional de Educação Ambiental, o de incentivo à participação individual e coletiva, permanente e responsável, na preservação do equilíbrio do meio ambiente, compreendendo a defesa da qualidade ambiental, como um valor inseparável do exercício da cidadania.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...