MENU

19/02/2021 às 00h00min - Atualizada em 19/02/2021 às 00h00min

Bastidores

 

Olha aí!

Repercute em todo o país a nota divulgada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), em que reclama sobre a falta de vacina contra a Covid-19 e pede a saída do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. Assinada pelo presidente da CNM, Glademir Aroldi, a noite diz que “o movimento municipalista, por meio da Confederação Nacional de Municípios (CNM), vem a público, em nome dos gestores locais que assistem e vivem desesperadamente a angústia e o sofrimento da população que corre aos postos de saúde na busca de vacinas contra a Covid-19, manifestar sua indignação com a condução da crise sanitária pelo Ministério da Saúde e solicitar a troca de comando da pasta. A entidade tem acolhido relatos de prefeitas e prefeitos de várias partes de país, indicando a suspensão da vacinação dos grupos prioritários a partir desta semana, em consequência da interrupção da reposição das doses e da falta de previsão de novas remessas pelo Ministério”. Segue a nota informando que “foram várias as tentativas de diálogo com a atual gestão do Ministério, entre pedidos de agenda e de informação. A pasta tem reiteradamente ignorado os prefeitos do Brasil, com uma total inexistência de diálogo. Seu comando não acreditou na vacinação como saída para a crise e não realizou o planejamento necessário para a aquisição de vacinas. Todas as iniciativas adotadas até aqui foram realizadas apenas como reação à pressão política e social, sem qualquer cronograma de distribuição para Estados e Municípios. Com uma postura passiva, a atual gestão não atende à expectativa da Federação brasileira, a qual deveria ter liderado, frustrando assim a população do País”. Finalizando, a CNM pede a troca de ministro: “Por considerar que a vacinação é o único caminho para superar a crise sanitária e possibilitar a retomada do desenvolvimento econômico e social e por não acreditar que a atual gestão reúna as condições para conduzir este processo, o movimento municipalista entende necessária, urgente e inevitável a troca de comando da pasta para o bem dos brasileiros”.

Capacitação

A presidência do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA) submeterá à apreciação do Pleno, na sessão da próxima quarta-feira (24), a minuta do Convênio de Cooperação a ser celebrado entre a corte de contas maranhense e a Secretaria de Articulação Política do Governo do Estado. O objetivo é a promoção de conjunta de eventos de capacitação destinados aos gestores públicos de todo o Estado. O secretário Rubens Jr. explicou que a secretaria dispõe de um banco de dados bastante abrangente sobre as principais carências dos municípios maranhenses em relação a aspectos da gestão pública, que será colocado à disposição da Escex durante o processo de elaboração do conteúdo programático.

Lamentável

A maldita Covide-19 segue enlutando famílias de Imperatriz. Depois do jovem advogado Daniel Keny, ontem faleceu a professora Maria do Socorro Gomes dos Anjos, de 63 anos. Licenciada em História, com especialização em Gestão Escolar, era servidora estadual aposentada e foi diretora da Escola Dorgival Pinheiro de Souza.

E…

Enquanto os registros de casos de Covid-19 e óbitos seguem em números altos, a vacinação vai caminhando a passos de tartaruga. Até o início desta semana haviam sido vacinados 5.285.981 brasileiros, um total de 2,5% da população. As estimativas do IBGE, com data de referência em 1º de julho de 2020, revelam que a população do Brasil chegou a 211,8 milhões de habitantes. Segundo o médico sanitarista Gonzalo Vecina Neto, professor da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP), se o Brasil tivesse negociado e comprado mais doses antecipadamente, teria estrutura para concluir a vacinação de toda a população brasileira com mais de 18 anos até o meio do ano. Ele calcula que o SUS tem condições de administrar 3,04 milhões de vacinas por dia, o que daria cerca de 60 milhões de vacinados por mês, considerando 20 dias úteis. Gonzalo é fundador e primeiro presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Números 

Conforme o último boletim da Secretaria de Estado da Saúde, que havia sido divulgado na noite desta quarta-feira, foram registrados em Imperatriz 155 novos casos de Covid-19. Dos 32 leitos de UTI, 28 estavam ocupados (89,71%). Quanto aos leitos clínicos, 78 dos 81 estavam ocupados (96,30%).
 
Link
CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Loading...