MENU

31/03/2022 às 00h00min - Atualizada em 31/03/2022 às 00h00min

Bastidores

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Buracos

As ruas de Imperatriz precisam ser recapeadas. Não adianta mais fazer serviço de tapa-buraco. Tapa-se hoje e amanhã já aparecem outros buracos, principalmente no inverno. O asfalto é antigo, não aguenta mais chuvas. A rua Coronel Manoel Bandeira é um exemplo. Pouco apresentava problema de buracos. Hoje virou uma “tábua de pirulito”. Sabemos que o quilômetro de asfalto é muito caro e Imperatriz, para quem não sabe, tem cerca de 150 bairros e mais de 400 quilômetros de ruas. Portanto, precisaria de uma força-tarefa, envolvendo Município-Estado-União. E para que isso aconteça, é necessária a mobilização da classe política nas três esferas. Mas o prefeito é que tem que tomar a iniciativa. Porém, a disputa pelo poder, a politicagem, não permitem que haja uma união em todo do problema, que não é de um político ou grupo, e sim de toda a população, que é atingida duramente, como está acontecendo agora. A cidade parece que foi bombardeada. Calamidade por todos os cantos. E, para tristeza, não se vislumbra, pelo menos no momento, nenhuma ação que possa tirar Imperatriz da grave situação verificada atualmente.

Olha aí!

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) desaprovou, por maioria, a prestação de contas do Diretório Nacional do PODEMOS relativa às Eleições Gerais de 2018. Determinou também, por unanimidade, que o partido devolva o valor de R$ 1.227.547,27 aos cofres públicos, devidamente atualizado e com recursos próprios. Além disso, decidiu pela suspensão de novas cotas do Fundo Partidário por dois meses, a ser cumprida de forma parcelada pelo período de quatro meses. Entre as irregularidades nas contas da legenda apontadas pelo relator, ministro Mauro Campbell Marques, estão a destinação de 27,09% do Fundo Especial de Financiamento de Campanha para as candidatas do partido, não alcançando o percentual mínimo (de 30%) a ser aplicado; o descumprimento do prazo de apresentação das contas; a omissão de receitas na prestação de contas parcial; e o registro incorreto de algumas despesas.

Graves

O ministro Mauro Campbell Marques destacou que as irregularidades e impropriedades verificadas nas contas do PODEMOS são graves para ocasionar a desaprovação das contas, não sendo possível a verificação da lisura, da transparência e do zelo do uso dos recursos públicos. “Além do alto valor absoluto das irregularidades, que somam R$ 1.227.547,27, o partido também descumpriu o repasse do percentual mínimo de 30% da cota de gênero e omitiu gastos eleitorais que configuraram doação por fonte vedada, falhas de natureza grave”, ressaltou o relator.

Recuo

Diante das especulações de que o prefeito de Igarapé Grande e presidente da Famem, Erlânio Xavier, estaria ensaiando uma pré-candidatura ao Senado, a coluna duvidou que ele tivesse a coragem de abrir mão de quase três anos de mandato (teria que renunciar) para entrar numa aventura, já que teria pela frente o governador Flávio Dino (PSB), hoje considerado imbatível. Pois bem. Ontem, surgiu a informação de que Erlânio já desistiu da aventura, preferindo cumprir o restante do segundo mandato de prefeito. 

Engordou 

O Partido Progressistas (PP) ganhou “peso” nos últimos dias, com a aproximação do fechamento da janela partidária, recebendo várias filiações. Ontem, o secretário de Estado de Esporte e Lazer, Rogério Cafeteira, informou que se filiou ao PP. Ele era do DEM, que fez fusão com o PSL, tornando-se União Brasil. O deputado imperatrizense Rildo Amaral também se filiou ao partido, deixando o Solidariedade. O PP é comandado no estado pelo deputado federal André Fufuca. 

Por um dia

Hoje, 31 de março, o governador Flávio Dino renuncia ao mandato, já que precisa se desincompatibilizar para ser candidato a senador. Com isso, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), assumirá o comando do Governo, já que o vice-governador Carlos Brandão (PSB) só toma posse no sábado, 2 de abril.
Link
Tags »
Leia Também »
Comentários »