MENU

18/08/2021 às 19h44min - Atualizada em 18/08/2021 às 19h44min

SENAI inicia em Imperatriz primeira turma de aprendizagem 4.0 Iniciativa busca tornar a formação do jovem aprendiz mais digital e inovadora, contribuindo para sua empregabilidade

Coordenadoria de Comunicação e Eventos do Sistema FIEMA
Participam da iniciativa, 40 alunos de Imperatriz, Campestre, Porto Franco e Governador Edson Lobão - Foto: Divulgação
 
O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI/MA), entidade do Sistema FIEMA, iniciou esta semana, em Imperatriz, a primeira turma de aprendizagem 4.0, em Operador de Máquinas e Ferramentas Convencionais. A iniciativa busca ofertar a aprendizagem em um formato mais digital e inovador, reunindo competências técnicas requeridas pela Indústria 4.0, além de competências socioemocionais, fundamentais para o mundo do trabalho. Essa é a primeira turma no Maranhão na modalidade de ensino aprendizagem à distância.

Durante a aula inaugural, o gerente do SENAI Imperatriz, Juares Sanches, aproveitou para enfatizar a importância do ensino por meio das metodologias ativas e da aprendizagem 4.0 “que utiliza as tecnologias a favor da educação e desenvolve profissionais gabaritados para atuarem no mercado de trabalho mais tecnológico”. 

 O Programa SENAI de Aprendizagem 4.0, é uma experiência inovadora da entidade em parceria com empresas maranhenses com objetivo de estruturar novos modelos de oferta de aprendizagem para economia e indústrias que tem se tornado cada vez mais tecnológicas. O programa será desenvolvido de forma semipresencial no modelo Dual, onde o aluno ficará três dias no SENAI e dois na empresa, totalizando 1.712 horas, sendo 856 horas no SENAI e 856 na empresa. 
Para o gerente de mecanização da Maity Bionergia, Melquisedeque Silva, essa oportunidade é interessante por oportunizar o aprendizado com a prática. “É bom demais porque o aluno tem a oportunidade de associar o aprendizado com a prática dentro das empresas, além de ser algo muito bom porque o aluno acaba recebendo uma bolsa para estudar e aplicar seus conhecimentos”. 

Os módulos Educação para o trabalho, Indústria e Integrador, serão realizados 100% EAD, com tutoria e monitoria, garantindo a qualidade e o acompanhamento dos alunos, e é constituído por fundamentos que são comuns a todas as ocupações da área tecnológica. Já os módulos específicos (qualificações e Aperfeiçoamentos) serão realizados de forma presencial e/ou híbridos. 

Participam da iniciativa, 40 alunos de Imperatriz, Campestre, Porto Franco e Governador Edson Lobão, contratados pelas empresas Umuarama, GN Florestal, ADM do Brasil, Maity Bionergia e Maranhão Indústria de Couros. E ainda alunos do CEPT Caxias. 


Moradora de Governador Edson Lobão, Rafaela de Oliveira, diz está entusiasmada com o curso. “Eu pretendo me dedicar bastante e ganhar destaque dentro do curso e também na empresa, pois o meu objetivo é ser contratada”. 

O jovem Alonso de Oliveira, de Campestre, também diz estar bastante empolgado com a oportunidade.  “Como foi dito aqui, disciplina e foco são fundamentais para o sucesso em qualquer área da sua vida, e eu pretendo dar o meu melhor para alcançar excelentes resultados.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...