MENU

05/09/2020 às 00h00min - Atualizada em 05/09/2020 às 00h00min

Flávio Dino critica "solução milagrosa" de reforma de Bolsonaro

Priscila Lobregatte
Site PCdoB
Flávio Dino: "Desigualdade social permanece intocada" - Foto: Gilson Teixeira
O governador do Maranhão, Flávio Dino, criticou, em suas redes sociais, a reforma administrativa enviada nesta quinta-feira (3) pelo governo Bolsonaro ao Congresso Nacional. 

"Depois da reforma da Previdência de "R$ 1 trilhão"; do Marco do Saneamento de "R$ 400 bilhões"; da reforma tributária que não existe; vem aí a nova solução milagrosa: a "reforma administrativa". E a desigualdade social permanece intocada", disse. 

Ou seja, mais uma vez, Bolsonaro busca desviar o foco do que realmente importa - a preservação da vida, o combate à Covid-19, a geração de emprego e renda, o enfrentamento das desigualdades sociais, entre outras necessidades do país, além das diversas acusações envolvendo sua família - com uma resposta mágica que, na prática, não encara o que é urgente. 

O projeto encaminhado pelo Executivo prevê, entre outras alterações, o fim da aposentadoria compulsória de servidores como modalidade de punição, a vedação de promoções ou progressões na carreira exclusivamente por tempo de serviço e a proibição de mais de 30 dias de férias por ano. A reforma constitui uma proposta de emenda à Constituição (PEC), por isso, precisa ser aprovada em dois turnos por dois terços dos parlamentares da Câmara e do Senado.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...