MENU

24/05/2021 às 19h56min - Atualizada em 24/05/2021 às 19h56min

Julgamento de Lucas Porto é remarcado para junho

É a terceira vez que o julgamento é remarcado e agora acontecerá dia 30 de junho

Dema de Oliveira
Tribunal do Juri chegou a ser montado mas o julgamento foi adiado mais uma vez - Foto: Rafaelle Fróes/Assessoria
  
O julgamento de Lucas Porto, assassino confesso da publicitária Mariana Costa, foi remarcado pela terceira vez, após ausência do advogado de defesa do réu, na sessão marcada para esta segunda-feira (24). A próxima sessão deve ser realizada em 30 de junho.

A sessão estava marcada para acontecer às 8h30, mas devido atrasos acabou começando às 11h. Após um intervalo de dez minutos, concedido pelo juiz que presidiu o julgamento, José Ribamar Goulart Heluy Júnior, o advogado se retirou da sala e não retornou.

O juiz aplicou uma multa de 100 salários-mínimos para o advogado de defesa, Ricardo Ponzetto e concedeu o prazo de dez dias para o réu constituir um novo advogado. Caso isso não seja realizado, será designado um defensor público para a fazer a defesa no dia marcado para o júri.

De acordo com o juiz, ele considerava o caso pronto para julgamento, mas devido à ausência da defesa, não poderia prosseguir. José Ribamar Heluy afirmou que o abandono será comunicado à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Maranhão e de São Paulo, que vão apurar a conduta do advogado

“Foi caracterizado como abandono ao constituinte, deixar o plenário abandonado conforme previsão no código de processo penal, fato comunicado à OAB para apurar a conduta do advogado e a multa de ressarcimento ao erário e todas as despesas que o Tribunal de Justiça teve na preparação do júri, não só hoje, mas para os dias subsequentes”, explicou o juiz.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...