MENU

16/03/2023 às 18h21min - Atualizada em 16/03/2023 às 18h21min

Justiça manda soltar açougueiro que sequestrou adolescente no Rio de Janeiro

A garota já retornou ao Rio de Janeiro em companhia do pai e uma policial civil

Dema de Oliveira
Açougueiro Eduardo Silva Noronha foi solto pela audiência de custódia - Foto: Divulgação
 
O açougueiro Eduardo da Silva Noronha, de 25 anos, acusado de sequestrar uma adolescente de 12 anos e trazer para São Luís foi solto pela Justiça na manhã desta quinta-feira (16), dois dias após ser preso em flagrante em uma quitinete na Vila Luizão, em São Luís.

Após audiência de custódia, a juíza Maria da Conceição Privado Rêgo aplicou as medidas cautelares, como o uso de tornozeleira eletrônica, e concedeu liberdade a Eduardo da Silva.

Entre outras medidas cautelares, o acusado não poderá manter contato com a adolescente por qualquer meio de comunicação, redes sociais e afins. Também fica impedido de aproximação com a menor no espaço de 200 metros, no mínimo, e está determinado o recolhimento domiciliar noturno a partir das 23h, entre outras aplicações.

Eduardo foi preso por manter uma adolescente, de 12 anos, em cárcere privado no bairro Divineia, em São Luís.

A vítima é natural do Rio de Janeiro. A menina estava desaparecida após ter saído para ir para a escola e desde então, era procurada pela Polícia Civil carioca.

Após uma série de investigações, com o apoio da Polícia Civil do Maranhão, a menor foi localizada vivendo isolada e trancada dentro de uma quitinete onde o suspeito morava, em São Luís.

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito teria conhecido a vítima no aplicativo de vídeos Tik Tok e, há dois anos, eles mantinham contato. Ele foi ao Rio de Janeiro para buscá-la e trouxe-a para a capital maranhense.
Agentes da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) foram acionados até o local e localizaram a vítima. O suspeito foi preso, logo em seguida, e a menor foi resgatada.

A jovem já retornou para o Rio de Janeiro, em companhia do pai, que veio buscá-la e uma policial civil que serviu de escolta. A viagem de volta aconteceu ontem pela manhã por via aérea. 

OPROGRESSONET Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90