MENU

17/11/2022 às 18h31min - Atualizada em 17/11/2022 às 18h31min

Municípios recebem 2ª parcela do FPM nesta sexta

Da Agência CNM de Notícias
A segunda parcela do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) para o mês de novembro será de valor de R$ 1.756.715.675,62, já descontada a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Em valores brutos, incluindo o Fundeb, o montante será de R$ 2.195.894.594,53. O crédito, nas contas municipais, ocorre nesta sexta-feira, 18 de novembro.

De acordo com a área de Estudos Técnicos da Confederação Nacional de Municípios (CNM) - responsável pelo levantamento -, no 2º decêndio, a base de cálculo é dos dias 1º a 10 do mês corrente. Por isso, esse decêndio geralmente é o menor do mês e representa em torno do 20% do valor esperado para o mês inteiro.

O 2º decêndio de novembro de 2022, comparado com mesmo decêndio do ano anterior, apresentou um crescimento de 68,68% em termos nominais (valores sem considerar os efeitos da inflação). O acumulado do mês, em relação ao mesmo período do ano anterior, teve crescimento de 15,74%. As informações são baseadas nos dados disponibilizados pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN).

Correção pela inflação
Quando o valor do repasse é corrigido pela inflação, ou seja, levando-se em conta a inflação do período, comparado ao mesmo período do ano anterior, o crescimento é de 59,94%. A soma do 1º e 2º decêndio mostra que o fundo está em crescimento de 9,74% dentro do mês, se comparado ao mesmo período de 2021, levando-se em conta a inflação do período.

Com relação ao acumulado do ano, verifica-se que o valor total do FPM vem apresentando crescimento. O total repassado aos Municípios, até agora, apresenta um crescimento de 26,83% em termos nominais em relação ao mesmo período de 2021. Ao considerar o comportamento da inflação, observa-se que o FPM acumulado em 2021 tem crescimento de 16,05% em relação ao mesmo período do ano anterior.

A CNM disponibiliza uma plataforma para o acompanhamento das Transferências Constitucionais. Ela monitora e acompanha os repasses das 12 transferências aos cofres municipais. Nela o gestor pode ver todos os repasses, tanto por decêndio quanto por mês, dos últimos anos. 
Notícias Relacionadas »
Comentários »