MENU

OPROGRESSONET Publicidade 728x90
21/10/2022 às 19h49min - Atualizada em 21/10/2022 às 19h49min

Agentes de trânsito reforçam combate à descarga livre em motocicletas

Medida atende solicitação de moradores incomodados pelo barulho causado por veículos com alteração no escapamento

Gil Carvalho - Ascom
Motocicletas com escapamento alterado são fiscalizadas nas vias públicas de Imperatriz - Foto: Assessoria
   
Para coibir o uso irregular de motocicletas com escapamento alterado, agentes de trânsito intensificaram patrulhamento viário em vários pontos estratégicos dos bairros de Imperatriz. Medida atende solicitação da comunidade, que reclama sobre o incômodo causado por esses veículos.
 
Vale ressaltar que as modificações realizadas nas características originais da motocicleta, além de deixarem o veículo em desacordo com o previsto no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), prejudicam a saúde e o meio ambiente. Observa-se que o silenciador do escapamento consiste em um item projetado para diminuir os ruídos do motor, sendo que, uma vez alterado, pode trazer consequências prejudiciais, como o aumento significativo do ronco do motor e da quantidade de fumaça liberada.
 
O supervisor de Trânsito Raimundo Santos, o R. Santos, ressalta que após várias reclamações feitas por moradores do Jardim Américo, bairro situado à margem da Avenida Pedro Neiva Santana, a equipe de patrulhamento viário flagrou nessa quarta-feira (19) motocicleta com descarga livre.
 
“O pessoal do residencial reclamava dessa situação causada por motocicletas com escapamento alterado, causando um grande incômodo a idosos, crianças e animais que se assustavam com o ronco muito alto do motor”, justifica ele, que garante o empenho das equipes de serviços para coibir esse tipo de irregularidade no trânsito de Imperatriz.
 
Para ele, “é inadmissível que o cidadão, querendo descansar, seja ‘refém’ dessa situação provocada por descarga livre em via pública urbana”. “Conduzir o veículo com descarga livre ou silenciador de motor de explosão defeituoso, deficiente ou inoperante, é uma infração de trânsito grave, gerando ao condutor uma multa no valor de R$ 195,23 e medida administrativa, podendo o veículo ficar retido para regularização”, diz o CTB.
 
R. Santos destacou que a ação de patrulhamento viário para coibir o uso de descarga livre contou com apoio da equipe do patrulhamento em motocicletas da Setran, as Mikes, formada pelos agentes Gomes Pereira; Danniel Mello; Alencar Sousa, Marcos Antônio Araújo e Marcos.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90