MENU

09/08/2022 às 19h26min - Atualizada em 09/08/2022 às 19h26min

Curso de Panificação certifica pessoas em situação de rua assistidas pelo Município

Na solenidade de conclusão e certificação teve degustação de pães confeccionados pelos alunos

Rafael Pestana
Ascom
Oportunidade para que as pessoas em situação de rua, assistidas pelo Centro POP, possam ter acesso ao mercado de trabalho - Foto: Divulgação
 
Na noite da última segunda-feira (08), a Prefeitura de Imperatriz, por intermediação da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), com parceria do Centro POP e Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), realizou a certificação de conclusão do Curso de Panificação para 08 pessoas em situação de rua, assistidas pelo Centro. A cerimônia de conclusão do curso contou ainda com uma degustação variada de pães confeccionados pelos alunos.

Para o coordenador de Relação institucional da Sedes, Axel Britto, “foi extremamente cercada de êxito a iniciativa, pois apenas 10% não cumpriram toda a carga horária do curso proposta pelo Senac, tendo assim, um aproveitamento de 80%. Não podemos deixar de enaltecer o apoio da classe empresarial, pois é graças à essas parcerias que podemos realizar ações como essas, e já estamos planejando outras iniciativas, para que eles possam empreender e saiam dessa situação de rua e possam alcançar o mercado de trabalho”.

Já o neurocirurgião Fábio Serra, um dos apoiadores da iniciativa, destaca a satisfação com o resultado do projeto. “Fico feliz que tenha dado certo, todo esse apoio à essas pessoas que estão em uma situação de necessidade. E de coração, eu espero que esse tipo de investimento, focado no ensino, traga condições para uma mudança significativa na vida dessas pessoas”.

A secretária da Sedes, Divina Leide, comenta sobre “como foi muito gratificante fazer esse resgate nas pessoas assistidas pelo Centro POP, e acender neles uma chaminha, que talvez estivesse apagada lá dentro de cada um, de empreender. De fazer alguma coisa nova, e dali poder tirar o seu próprio sustento, e quem sabe, talvez não agora, mas lá na frente, despertar essa vontade de buscar algo diferente, para que possam sair dessa situação, e se emanciparem financeiramente”.

“E a gente percebeu que a gente despertou realmente neles isso. Conseguimos convidar 10, restaram 8, mas pra gente foi uma vitória. Dos oito que ficaram, foi bastante gratificante poder ver no olhar deles, que essa oportunidade despertou neles um outro olhar para a vida. Tanto que daqui pra frente eles já querem fazer até outros cursos, e nós queremos realizar esse desejo, e a gente vai buscar parcerias para proporcionar isso para eles futuramente, tanto para esse grupo, quanto para outros que forem chegando e que quiserem também”, conclui Divina Leide.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »