MENU

13/04/2022 às 20h40min - Atualizada em 13/04/2022 às 20h40min

Empoderamento Feminino é tema de palestra sobre direitos individuais e coletivos da mulher

Objetivo é conscientização de mulheres para que possam romper ciclos de violência de gênero e combater as discriminações

Kalyne Cunha
AscomITZ
Ações de empoderamento feminino durante todo ano em busca da prevenção e até mesmo do enfrentamento de violência contra a mulher - Foto: Divulgação / AscomITZ
 
Com a palestra, “Empoderamento Feminino” a Prefeitura, por meio da Secretaria de Políticas para Mulher (SMPM), esteve reunida nesta terça-feira (12) no Clube das Mães de Imperatriz com participantes da sociedade feminina, para o reconhecimento de direitos individuais e coletivos. Ação tem objetivo de conscientizar mulheres para poderem romper ciclos de violência de gênero e combater as discriminações.

A secretária da SMPM, Eva Messias, destacou a importância da ação e divulgou a rede de enfrentamento do município, para mulheres em situação de violência. “Precisamos romper o ciclo da violência de gênero e ações como essa são importantes para que mulheres reconheçam seus direitos e saibam como e onde pedir ajuda, caso necessário. Nossa secretaria conta com a Casa Abrigo Doutora Ruth Noleto e o Centro de Referência à Mulher (CRAM)”.

O CRAM é um espaço destinado à prevenção e ao enfrentamento da violência contra a mulher, por ações especializadas e oferta de atendimento psicológico, pedagógico e social que tem como foco a promoção da cidadania, localizado na Rua Sousa Lima, nº 54, Centro, entre Rui Barbosa e Urbano Santos. Telefone e WhatsApp para contato é o (99) 99193-1717. A Casa Abrigo Doutora Ruth Noleto oferece atendimento de caráter sigiloso e temporário à mulher em situação de risco de morte, em razão da violência doméstica, juntamente com seus filhos menores de 16 anos.

As palestrantes da ação, a advogada Cristiane Brito e a professora Francisca Feitosa, ressaltaram pontos importantes para que mulheres sigam na luta diária para avanços e conquistas sociais.  “Uma nova percepção sobre conquistas e ações, a partir de si mesma, é uma forma de conscientizar mulheres de que juntas avançam e conquistam diariamente seus espaços na sociedade de forma mais justa e igualitária”.

Francisca destacou o fortalecimento espiritual e seus reflexos no contexto familiar. “É relevante pensar no papel da mulher na família, sociedade, trabalho e a importância de ter atitude nas ações realizadas para o fortalecimento espiritual”, conclui. A Secretaria de Políticas para Mulher realiza ações de empoderamento feminino durante todo ano em busca da prevenção e até mesmo do enfrentamento de violência contra a mulher.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »