MENU

16/09/2020 às 00h00min - Atualizada em 16/09/2020 às 00h00min

“Segundo tempo do Imperatriz contra o Paysandu, foi uma catástrofe”, diz Estevam Soares

Dema de Oliveira
Estevam Soares anunciou muito trabalho para a recuperação do time - Foto: Divulgação/Gabriel Dias/SID
O técnico do Imperatriz, Estevam Soares, em seu primeiro dia de trabalho à frente do time Colorado, ocorrido na última segunda-feira, aqui na cidade, já que ele assumiu em Belém do Pará, fez uma análise do que aconteceu na Curuzu, sábado passado. 

Iniciando a análise, em entrevista concedida ao assessor de imprensa do Imperatriz, Gabriel Dias, Estevam Soares, disse que é um prazer estar aqui. “Meus cumprimentos a todos, é um prazer estar aqui, já que fui direto para Belém, na quinta e sexta-feira, nosso trabalho foi lá. Tenho a grande satisfação de pisar no nosso estádio pela primeira vez, começando uma semana de trabalho. Muito triste, porque ainda não me recuperei totalmente pela derrota em si e da maneira como ela foi”, destacou.

Segundo Estevam Soares, jamais ele esperava um resultado desse, principalmente pelo primeiro tempo que o time fez. “Fizemos um primeiro tempo excelente, jogamos de igual por igual, jogamos no mesmo nível do Paysandu, tomamos um gol aos 44 minutos, ocasião que estava praticamente definido o primeiro tempo. O Segundo tempo foi realmente uma catástrofe e o resultado foi catastrófico”, disse.

Estevam Soares, disse que os erros individuais foram cruciais para o Imperatriz. “Talvez tenha sido o diferencial dessa partida, porque tecnicamente e taticamente eu gostei. Mas o que você falar de gostar depois de um resultado desse é muito efêmero”, acrescentou. 

Estevam Soares, lembrou que iniciar um trabalho perdendo de 6 a 1, nunca tinha acontecido com ele, em 27 anos de profissão como treinador e 21 como altleta. “É normal você perder, ganhar eempatar, mas não com uma situação dessa. E a mensagem que passo à torcida é que sou guerreiro, somos guerreiros. Sou um lutador pela vida e um vencedor pela vida. Todos os quesitos que falei aqui, serão importantes. A recuperação emocional, física, trabalho acima de tudo e volto a frizar uma coisa que falei em entrevistas anteriores, quando ainda estava em SãoPaulo. É um momento difícil do Clube, é, mas isso só será superado com a união de todos. Corpo diretivo, comissão técnica, atletas, imprensa de um modo geral e principalmente da torcida. Estevam Soares, disse que trabalho não vai faltar”. 

O treinador lembrou que além da união de todos, existe a necessidade da contratação de reforços. Não citou entretanto, em quais posições o time está carente, até por uma questão ética. 

Estevam Soares, comandou mais um treino na tarde de ontem no Frei Epifânio, visando a partida contra o Vila Noga de Goiás, na próxima segunda-feira (21), em Goiânia.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...