MENU

16/10/2021 às 11h39min - Atualizada em 16/10/2021 às 11h39min

Relacionamento abusivo: vítimas de um narcisista perverso

Ana Lúcia Ricarte*

A violência contra a mulher no Brasil é um problema social que destrói vidas, sonhos e famílias, que causa medo, atraso e revolta. Conforme já divulgado em estudos sobre o tema, a cada 7,2 segundos uma mulher é vítima de violência doméstica no Brasil, portanto, hoje, 12 mil mulheres serão agredidas.

Os relatos são frequentemente publicitados e a perversidade dos atos praticados assustam, principalmente na pandemia em que o isolamento aumentou o índice de abuso emocional.

Embora o tema da violência doméstica seja tratado como resultado de uma cultura machista, é imperioso informar que estes atos também são causados por mulheres doentes, estando o(a) doente acometidos pelo “Transtorno de Personalidade Narcisista Perverso”.

Este tipo de transtorno ainda é pouco divulgado e também pouco debatido, trata-se de uma doença, causada pela hereditariedade ou desenvolvida ao longo da vida.

Segundo a Psicóloga Silvia Malamud, “...a consequência deste estado patológico do psiquismo nas pessoas desavisadas pode ser um relacionamento violento e altamente destrutivo, na medida em que a vítima é desacreditada em suas percepções enquanto está sendo abusada emocionalmente. Se a pessoa não despertar a tempo, passará por um inferno solitário e não poucas vezes, ainda quando lúcida, poderá ser desacreditada diante dos outros. O discurso perverso é hábil em inverter verdades, jogando para a vítima toda a culpa, a vergonha, a confusão e a loucura.”

O narcisista, para os psicólogos da área, pode ser identificado pela ausência das melhores qualidades humanas: ternura, compaixão, solidariedade. Existe algo de loucura num padrão de comportamento que coloca o desejo de sucesso acima da necessidade de amar e ser amado, fica agarrado à própria imagem. Com efeito, é incapaz de distinguir como imagina ser da imagem do que realmente é.

Em um relacionamento conjugal, o perverso narcisista não quer apenas atenção, mas a admiração profunda e total entrega da vítima.  O(A) narcisista irá convencer sua presa que ela é inferior e terá comportamento sádico, intimidador, agressivo e dissimulado.

O(A) narcisista, que se trata de uma pessoa doente (psicopatia) quase sempre fala muito bem, e procura lidar com todos de acordo com a personalidade de cada um. Assim, sabe exatamente como atrair a sua presa e levá-la aonde ele quer. 

Por ser manipulador(a) e apresentar-se como um perfeito par ou um par perfeito, ele(a) constrói a imagem de um príncipe ou uma princesa. Sim, ele(a) se reveste de um ‘’capa‘’ e faz com que os amigos e parentes da vítima o vejam como uma pessoa ideal para o relacionamento do familiar.

Quando sua vítima tenta explicar os abusos  que acontecem, ninguém a compreende. E, pelo fato do Narcisista Perverso ser extremamente convincente e falso, a vítima fica desacreditada.

Na intimidade é  extremamente autoritário e inescrupuloso, não faz amor, pois, não conhece tal sentimento.

Por esse motivo, a ABA Mato Grosso por via das suas comissões de Família e Mulher produziu um e-book para alertar toda a sociedade, com uma coletânea de artigos e a colaboração da Dra. Psicóloga referência nacional no estudo e tratamento de vitimas de Narcisistas Perversos.

O e-book está disponível no Instagram @abamt e @anaricarteadvogada ou através do site www.ricarte.adv.br.
*Ana Lúcia Ricarte (@anaricarteadvogada), advogada, gestora de escritório em Mato Grosso e no Maranhão, mentora e palestrante, diretora da ABA MT.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...