MENU

11/05/2021 às 00h00min - Atualizada em 11/05/2021 às 00h00min

Bastidores

Saindo da toca

Político que só aparece de quatro em quatro anos, o ex-deputado federal Davi Alves Silva Jr. esteve em Imperatriz no final de semana. Ele revelou a disposição de disputar, novamente, uma cadeira da Câmara dos Deputados, nas eleições de 2022. Davi Jr. assumiu como suplente o mandato na Legislatura 2011-2015, em 3 de fevereiro de 2011, e foi efetivado em 16 de junho do mesmo ano. Já em 2016, afastou-se por recontagem de votos comunicada pelo TRE-MA, e o Ato da Mesa nº 124,  a partir de 25 de novembro de 2016. O filho do ex-deputado e ex-prefeito Davi sempre foi bem votado, mas não passa de suplente. Em Imperatriz, a sua votação é expressiva, o que prejudica outros candidatos, como já aconteceu com Sebastião Madeira e Ildon Marques. Mas ele está no seu direito de ser candidato, todavia, faz uma campanha tímida e termina não alcançando os votos necessários para garantir a titularidade do mandato. Embora filho de Imperatriz, onde tem domicílio eleitoral, Davi Jr. pouco visita a cidade, preferindo ficar em Brasília. Quanto a partido, ainda não se sabe por qual ele vai disputar a eleição. Mas comenta-se que deverá optar pelo PSDB, agora dirigido no Maranhão pelo vice-governador Carlos Brandão. É aguardar.

E…

Nas eleições 2022, em Imperatriz teremos caras novas na disputa, principalmente para o mandato de deputado estadual. Há ex-candidatos às eleições municipais de 2020 e até quem não vai disputar pode lançar a mulher, como o prefeito Assis Ramos. 

E nada…

Muitos concursados para a Polícia Militar do Maranhão que nunca foram chamados, estão uma arara com o governo estadual. Em Imperatriz há vários esperando, ansiosamente, o momento para vestir a farda. Ontem, o deputado estadual Wellington do Curso se reuniu com o presidente da OAB-MA, Thiago Diaz, para conversar sobre a Ação Civil Pública contra o Estado. O objetivo da ACP é garantir a convocação dos candidatos que já concluíram o curso de formação. Se continuar o jogo de empurra-empurra que vem acontecendo há tempo, vai terminar findando o prazo do  concurso sem que a maioria dos candidatos tenha sido chamada.

Racha

O jornal Folha de S. Paulo destacou, ontem, que o grupo bolsonarista no Maranhão poderá ficar dividido nas eleições de 2022. Observa que o deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) se aliou ao Palácio do Planalto e é pré-candidato à sucessão do governador Flávio Dino. Também pretendem ser candidatos os bolsonaristas “raizes” Lahesio Bonfim (PSL), prefeito de São Pedro dos Crentes, e Maura Jorge (PSDB), prefeita de Lago da Pedra. É, eles que são grandes que se entendam…
 

Olha aí!

Depois da eleição do Capitão Bolsonaro, aumentou o gosto de militares pela política. Em 2022 deve bater recorde de candidaturas. No Maranhão, há muitos já se preparando, como o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Célio Roberto de Araújo. Ele anunciou que será candidato a deputado estadual, inclusive já comunicando a sua intenção ao governador Flávio Dino (PCdoB). Falta agora escolher o partido, o que só deve acontecer próximo ao prazo de filiação previsto na legislação eleitoral.

Contas

Os conselheiros e procuradores do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA) aprovaram as contas dos gestores municipais Iracema Cristina Vale Lima (Urbano Santos/2015); João Felipe Lopes (Peri Mirim/2016) e José Sisto Ribeiro Silva (Bacurituba/2013). Com multas no total de R$ 70,2 mil, tiveram as contas aprovadas com ressalvas os gestores José Ribamar Moreira Gonçalves (Icatu/2016); Júnior de Sousa Otsuka (Grajaú/2013); Solimar Alves de Oliveira (Matões do Norte/2015); e Kleber Alves de Andrade (São Domingos do Maranhão/2012). O TCE desaprovou as contas apresentadas por Dulce Maciel Pinto da Cunha (Satubinha/2015); Emivaldo Vasconcelos Macedo (Campestre do Maranhão/2012); Evaíres Martins do Vale (São João do Paraíso/2012), com débito de R$ 14,8 mil e multas no total de R$ 753,090 mil; Francisco de Assis Milhomem Coelho (Balsas/2012), com multas no total de R$ 11,5 mil; Francisco Walter Ferreira Sousa (São José dos Basílios/2016) e Maria Sônia Oliveira Campos (Axixá/2012). 
Link
CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Loading...