MENU

01/04/2021 às 00h00min - Atualizada em 01/04/2021 às 00h00min

Bastidores

  

Barreiras

Os prefeitos maranhenses estão sendo orientados para que implantem barreiras sanitárias e intensifiquem a vacinação durante o feriado prolongado da Semana Santa. A orientação é do presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), prefeito de Igarapé Grande, Erlanio Xavier. Ele destaca o momento difícil enfrentado e a situação da saúde nas cidades. “Estamos vivendo o pior momento da crise do novo coronavírus. O sistema de saúde está à beira de um colapso e os impactos na economia e na vida de todos em nossas cidades são enormes. Nossos profissionais da linha de frente estão exaustos. O atual momento da pandemia exige ainda mais comprometimento e responsabilidade não só de nós, gestores, mas de toda sociedade”, disse o líder dos prefeitos. O Maranhão bateu o recorde de mortes em 24 horas, com 42 óbitos na segunda-feira (29), e já atingiu a marca de mais de 6 mil óbitos. “Para nós, prefeitos, este feriado prolongado vai ser de muito trabalho para proteger a nossa população. Peço aos gestores que reforcem as medidas de contenção da pandemia. Façam barreiras sanitárias, para evitar a circulação de pessoas entre municípios e mantenham somente os serviços essenciais funcionando”, apelou Erlanio, pedindo ainda que seja intensificada a vacinação contra a Covid-19 durante o feriado, com as doses que já estão nos municípios. Também fez apelo para que toda a população maranhense colabore, evitando viagens no feriadão.

Calamidade

O Maranhão está sob estado de calamidade pública. A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil publicou nesta semana no Diário Oficial da União portaria reconhecendo o estado de calamidade, em virtude das doenças infecciosas virais, em especial a Covid-19. Não tem prazo para o término. O governador Flávio Dino (PCdoB) já havia publicado decretado com a medida no dia 18 de março, por 180 dias. Mas já solicitou à Assembleia Legislativa a extensão do prazo para o fim de 2021. 

Vacina

O consórcio de municípios criado pela Famem para a compra de vacinas contra a Covid-19  deve comprar os primeiros imunizantes neste mês de abril. O consórcio tem 11 associados e, segundo o presidente da Famem, Erlânio Xavier, “quanto mais consorciados, maior a efetividade e poder de negociar em melhores condições a aquisição de produtos e serviços, ganhando agilidade no atendimento das demandas públicas”. Além da vacina, as prefeituras podem ter facilidade no acesso a bens e serviços públicos, e também garantir maior volume de recursos federais e até internacionais.

Não

A grande maioria dos brasileiros não acredita que as Forças Armadas dariam apoio ao presidente Jair Bolsonaro para que fosse instalado no País um regime autoritário. É o que revele enquete feita pelo Twitter pelo jornalista Ricardo Noblat, de Veja. Participaram 7.834 leitores. 73,2% não acham que Bolsonaro teria apoio, contra apenas 26,8% que acham. 

Ele disse

“Reforma ministerial é normal. O que não é normal é trocar os 3 comandantes das Forças Armadas sem razão e explicação. Eles não fazem parte da camada política. Sem informar à população. É um desrespeito e ofensa às Forças Armadas”. A declaração é do General Santos Cruz, ex-ministro do Governo Bolsonaro. 

Números

Boletim da Secretaria de Estado da Saúde, divulgado na noite de ontem, revela que foram registrados em Imperatriz 78 novos casos de Covid-19 e 2 óbitos nas últimas 24 horas. Dos 72 leitos de UTI, 68 estão ocupados (94,44%). Dos 194 leitos clínicos, 147 estão ocupados (75,77%).
Link
CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Loading...