MENU

24/10/2020 às 00h00min - Atualizada em 24/10/2020 às 00h00min

Bastidores


Dino x Bolsonaro
Uma polêmica criada sem necessidade terminour caindo nos tribunais, já tão abarrotados de processos. É a versão de que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não irá a Balsas porque o governador Flávio Dino (PCdoB) teria negado segurança a ele. Segundo Flávio Dino, foi o próprio presidente que soltou a “mentira”. Na verdade, Balsas nem estaria na agenda, pois falava-se apenas em Imperatriz, Açailândia, São Pedro dos Crentes e São Luís. O certo é que o caldo engrossou e Flávio Dino já ingressou no Supremo Tribunal Federal (STF) contra Jair Bolsonaro. Para ele, o presidente cometeu calúnia ao afirmar à rádio Jovem Pan que tinha viagem prevista para participar de evento evangélico em Balsas, mas desistiu porque Flávio Dino teria negado disponibilizar policiais militares para o esquema de segurança. Muita picuinha diante de tantos problemas que precisam ser resolvidos no País.

E…
Na quinta-feira, 22, a Aliança de Pastores de Balsas (APEB) divulgou uma nota dizendo não “ter sido procurada ou informada sobre a realização do evento nesta sexta-feira, dia 23/10/2020”. Revela ainda a entidade que tomou conhecimento apenas pela divulgação do vídeo informando sobre o evento.

Absurdo!
Fizeram uma montagem criminosa em cima de um vídeo do prefeito Assis Ramos com um filho. Ontem, ele se manifestou sobre o assunto: “Tentaram difamar minha esposa com um áudio covarde e baixo, agora nem meu filho de apenas cinco anos é poupado da ação criminosa dos marginais da internet, contratados por meus adversários. Poxa, ele é só uma criança. Eu já acionei a polícia e sei que os culpados serão punidos. Vou continuar meu trabalho, sempre em frente. Não temos tempo a perder”.  

Eles disseram
“A maior e mais importante avenida de Imperatriz é o Rio Tocantins. Temos que ter na Câmara quem cuide dele”. A frase é do vice-prefeito Alex Nunes Rocha ao discursar na manhã de ontem em um evento realizado pelo candidato a vereador Salomão Santana (PSDB), presidente da Colônia de Pescadores Z-29. Já o candidato a prefeito Sebastião Madeira afirmou que “em campanha é bom ter santinhos e cartazes, mas o bom mesmo é ter amigos que acreditam na gente. Você tem isso como quase nenhum outro candidato a vereador tem”.

Olha aí!
O Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA) realizou mais uma avaliação dos Portais da Transparência das prefeituras, câmaras municipais e órgãos da administração estadual. A análise inicial dos resultados da avaliação demonstra que um número significativo de prefeituras descumpre os parâmetros indispensáveis à elaboração e ao funcionamento dos Portais da Transparência, fator que prejudica a possibilidade de os cidadãos exercerem o direito de acompanhar as ações governamentais relativas à execução das políticas públicas e o efetivo uso dos recursos públicos. Cento e dezesseis prefeituras não atenderam aos critérios mínimos previstos para os Portais da Transparência, o que revela negligência por parte desses gestores públicos, em relação a um dos mais importantes aspectos que envolvem a gestão pública contemporânea: a ampla publicização de informações compreensíveis e confiáveis em relação aos atos de administração.

Politizando
A Agência Senado anunciou que parlamentares do PT e do Pros recorrem ao Tribunal de Contas da União (TCU) para que o governo federal se baseie em critérios técnicos e científicos, e não políticos e ideológicos, na compra de vacinas contra a Covid-19. Na petição, eles citam o recuo do Ministério da Saúde na aquisição da imunização desenvolvida em conjunto pelo laboratório chinês Sinovac Biotech e pelo Instituto Butantan. O senador Humberto Costa (PT-PE) destacou as declarações políticas do presidente da República, Jair Bolsonaro. O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) também recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para o Ministério da Saúde se manifestar em 48 horas sobre os critérios dos investimentos em vacinas. Já o PDT solicitou à Corte que garanta a autonomia de estados e municípios para realizarem campanhas de imunização contra a Covid-19 quando houver vacina disponível.
Link
CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Relacionadas »
Comentários »
Loading...