MENU

11/11/2022 às 00h00min - Atualizada em 11/11/2022 às 00h00min

Bastidores

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Pobreza

“Não basta consignarmos em nossos pareceres que as leis foram cumpridas formalmente, quando milhões passam fome, quando não há uma educação de qualidade para todos, quando nosso futuro como humanidade está ameaçado pelo descaso com a sustentabilidade ambiental. Nossa responsabilidade é maior”. A afirmação foi feita pelo presidente em exercício do TCU, ministro Bruno Dantas, durante palestra de abertura do primeiro dia do Fórum Internacional de Auditoria Governamental. Ele ressaltou a responsabilidade das instituições de controle no combate à pobreza. Erradicar a pobreza e reduzir as desigualdades sociais e regionais são objetivos fundamentais do Brasil, expressos na Constituição Federal de 1988. No entanto, muito ainda precisa ser feito. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que, em 2020, 5,7% da população brasileira se encontrava abaixo da linha de pobreza internacional, isto é, vivia com menos de US$ 1,90 por dia. A situação se agravou após a pandemia de Covid-19, não só no Brasil, mas em todo o mundo.
 

Prego batido

O que duvidar agora da lisura das eleições, depois do relatório do Ministério da Defesa entregue ao ministro Alexandre de Moraes, presidente do TSE? Ele disse que “o Tribunal Superior Eleitoral recebeu com satisfação o relatório final do Ministério da Defesa, que, assim como todas as demais entidades fiscalizadoras, não apontou a existência de nenhuma fraude ou inconsistência nas urnas eletrônicas e no processo eleitoral de 2022”. Moraes adiantou que “as sugestões encaminhadas para aperfeiçoamento do sistema serão oportunamente analisadas. O TSE reafirma que as urnas eletrônicas são motivo de orgulho nacional, e que as Eleições de 2022 comprovam a eficácia, a lisura e a total transparência da apuração e da totalização dos votos”.
 

E…

As Missões de Observação Eleitoral (MOEs) que acompanharam as Eleições Gerais de 2022 atestaram que o processo eleitoral brasileiro é seguro, confiável, transparente e eficaz, e as urnas eletrônicas são uma fortaleza da democracia. Mais de 120 observadores internacionais, depois de analisar por meses a urna eletrônica brasileira, vieram ao país acompanhar a votação e a totalização dos resultados, durante o primeiro e o segundo turno. Além dos observadores estrangeiros, oito instituições nacionais presenciaram os trabalhos do processo eleitoral deste ano. Relatório da OAB também concluiu que não houve nenhuma suspeita de irregularidade na votação. “Evidenciou-se, ao contrário, a postura transparente da Justiça Eleitoral na preservação da lisura e da segurança”, escreveu o presidente do Conselho Federal da OAB, José Alberto Simonetti.   
 

Parceria 

Durante sua viagem a Brasília, o governador do Maranhão, Carlos Brandão, participou de um café da manhã com o vice-presidente eleito Geraldo Alckmin. Brandão disse que “essa parceria entre governo federal e governo do Estado, que a gente tanto defendeu, está cada vez mais próxima. Vai ser um momento fértil, um momento em que teremos o Maranhão como protagonista. A gente sai daqui muito feliz porque sabemos de que nós vamos avançar; o Maranhão vai crescer, vai se desenvolver, vai ter dias melhores, assim como o Brasil”. Devido à “guerra” política, não foi possível um diálogo entre o estado e o Governo Bolsonaro.
 

Fora 

Especulado como provável candidato, o deputado estadual Antonio Pereira (PSB) descartou disputar a presidência da Assembleia Legislativa do Maranhão. No dia 2 de outubro, o parlamentar de Imperatriz foi eleito para o sexto mandato consecutivo. Tudo indica que o atual presidente, Othelino Neto (PCdoB), vai continuar no comando da AL. Ele está no cargo desde janeiro de 2018, quando assumiu para terminar o mandato do ex-presidente Humberto Coutinho que faleceu. Em 1º de fevereiro de 2019, foi eleito para o biênio 2019-2020. Depois foi reeleito para o biênio 2021/2022.
Leia Também »
Comentários »