MENU

07/08/2021 às 00h00min - Atualizada em 07/08/2021 às 00h00min

​A Bactéria do estômago


“Doutor fiz uma endoscopia e estou com uma gastrite, foi feito biópsias no antro e veio um laudo com gastrite crônica com presença de uma bactéria chamada helicobacter pylori, que dizer que eu tenho um antro de bactérias no estômago e que causam câncer?” Um ANTRO !!!!! Igual aqueles cheio de bandidos, vícios e coisas ruins ? Pelo amor de Deus eu vou ter câncer?

Bom, isso é ouvido diariamente em consultórios de gastroenterologia e de clínicos.

Mas o que realmente é a presença da bactéria h. pylori no estômago, primeiro uma rápida história de sua descoberta, descoberta não, pois já era conhecida sua presença, mas de seu papel na gênese de doenças gástricas. Dois cientistas Australianos na década de 80 relacionaram, em um rasgo talvez de loucura, a presença de bactérias espiroquetas no estômago com as gastrites, úlceras gástricas e duodenais e câncer de estômago.

Mas como provar? Marshal então teve um rasgo de loucura e decidiu beber o caldo de cultura de h pylori e desenvolveu, como esperava uma inflamação gástrica que lhe provocava dores e vômitos, submeteu-se a endoscopia e estavam presente as típicas lesões da gastrite, comprovado com biópsias, provando estarem certos, usou antibióticos e curou sua inflamação gástrica aguda.

Mudou completamente a história das doenças gástricas, tive o privilégio de viver as duas fases.

Quando aqui cheguei, fui o associado médico número 70 da Associação Médica, durante meu treinamento de Cirurgião na Residência no Serviço de Cirurgia da Universidade de Brasília e no meu treinamento como acadêmico de medicina participei de um sem números de cirurgias para úlceras duodenais e gástricas, e as apliquei também aqui na “Vila do Frei”.

O aforisma mundial sobre as úlceras e gastrites era “no acid no ulcers”. Caiu por terra. Os Australianos provaram, a origem, a causa a lesão e o tratamento, aposentaram a cirurgia das úlceras, atualmente só são operadas as complicações, como as úlceras perfuradas. Foram agraciados com o Premio Nobel de Medicina em 2005. Mais do que merecido, viraram uma página da medicina que durava quase cem anos, cirurgias como BI, BII, gastrectomias sub totais, vagotomias super seletivas e seletivas deixaram de existir nos dez anos seguintes a descoberta.

Agora vou tecer alguns comentários sobre h pylori, úlceras, gastrites e câncer.

A principal causa das gastrites crônicas é a presença dessa bactéria, seu tratamento adequado com antibióticos consegue sua cura, podem ser utilizados vários esquemas.

As úlceras duodenais, 90 % delas e as úlceras gástricas, 70 % delas, são devidas também a presença do H pylori, e sua erradicação alcançam níveis próximos a 100 % de cura.

E o Câncer gástrico, o que se sabe é que cerca de 90 % dos tumores gástricos malignos são de origem devido à presença da bactéria, MAS, MAS, MAS, por favor leiam com atenção !!!!, MENOS DE 1% DAS PESSOAS COM H PYLORI DESENVOLVERÃO LESOES MALIGNAS GÁSTRICAS.

As principais lesões malignas são o adenocarcinoma e o linfoma não Hodgkin extra nodal denominado de MALT, (mucosa associated lymphoid tissue), todos de tratamento com resultados expressivos de cura desde que descobertos a tempo, através das endoscopias de rotina, daí a sua importância.

Mas o h pylori, lembrem-se, não é a única causa de câncer gástrico, o fumo e o álcool são de muita importância.   

Como se pega o h pylori, através de águas contaminadas, falta de saneamento básico, transmissão pessoa a pessoa, contaminado para não contaminado, não lavar as mãos, não há reservatório animal, sendo o homem seu reservatório natural, existe alguma suspeita quanto aos gatos domésticos..

Infelizmente no Brasil a incidência é alta, na infância uma taxa de infecção de 4-6 % ao ano e no adulto de 13-14 % ao ano e devido as nossas condições sanitárias a reinfestação é frequente.

Nos países industrializados os adultos têm taxa de 0,1 a 1% das pessoas susceptíveis ao ano e na infância nos EUA de 1,9% e na Finlândia de 0,3 %.

O h pylori é um grande problema de saúde pública universal e se adquire principalmente na infância, vacinas não estão disponíveis e muitos aspectos ainda são desconhecidos.
O melhor e conhecermos sua epidemiologia e adotar regras rígidas de prevenção de transmissão com medidas sanitárias adequadas.
 
Link
NAILTON LYRA

NAILTON LYRA

O Doutor ​NAILTON Jorge Ferreira LYRA é médico e Conselheiro Regional de Medicina e Conselheiro Federal de Medicina representando o Estado do Maranhão

Relacionadas »
Comentários »
Loading...