MENU

13/07/2021 às 19h00min - Atualizada em 13/07/2021 às 19h00min

Acusado de matar a ex-esposa e o namorado dela em Senador La Rocque é preso

Antonio Carlos de Santana Alcântara, “Carlinhos do Jenipapo”, se apresentou mas ficou preso por força de um mandado de prisão

Dema de Oliveira
Carlinhos do Jenipapo matou a ex-esposa Ana Cléia e Diego Bezerra - Foto: Arquivo/O PROGRESSO
 
Foragido desde o dia da ação criminosa que resultou no assassinato da ex-esposa, a professora Ana Cléia da Silva, 38 anos, e do namorado dela, o bombeiro militar Diego Bezerra, 33 anos, no dia 7 de julho, o acusado do duplo homicídio se apresentou espontaneamente à polícia. 

Antonio Carlos de Santana Alcântara, 40 anos, ‘Carlinhos do Jenipapo’, acompanhado de um advogado se apresentou espontaneamente à polícia na noite desta segunda-feira (12), na Delegacia de Polícia Civil em Imperatriz. Entretanto, mesmo tendo se apresentado espontaneamente, ‘Carlinhos do Jenipapo’ foi preso logo após prestar depoimento à autoridade policial de plantão. O delegado plantonista cumpriu mandado de prisão em desfavor de ‘Carlinhos do Jenipapo’, deferido pela justiça de João Lisboa, que tem jurisdição no município de Senador La Rocque, onde ocorreu o duplo homicídio. ‘Carlinhos do Jenipapo’, depois de passar por exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML), foi levado para a Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz, antiga CCPJ, onde se encontra à disposição da justiça. 

Ele vai responder por feminicídio e homicídio triplamente qualificado, que prevê pena de mais de 30 anos de reclusão. 

O caso

Ana Cléia e Antonio Carlos estavam separados há cerca de um ano, mas ele não se conformava e a todo tempo a cercava e fazia ameaças. No dia 7 de julho, ele seguiu a professora Ana Cléia e a encontrou com o namorado, o bombeiro civil Diego Bezerra, que era morador de Imperatriz. 

Conduzindo uma caminhonete Chevrolet, modelo D-20, Carlinhos jogou o veículo sobre a moto que era conduzida por Diego. A professora Ana Cléia estava na garupa. O carro arrastou a moto por mais de 20 metros, que depois foi arremessada pelo veículo em uma ribanceira às margens da MA-122. Ana Cléia teve morte instantânea. Já Diego Bezerra ainda ficou vivo, mas Carlinhos o matou com golpes de barra de ferro na cabeça.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...