MENU

17/06/2021 às 21h28min - Atualizada em 17/06/2021 às 21h28min

​Maranhão já registra mais de 400 ocorrências envolvendo pipas na rede elétrica em 2021

Em todo o Estado, já foram contabilizadas quase 2 mil ocorrências desde o início de 2020 até maio deste ano

Assessoria de Imprensa da Equatorial Maranhão
Foto: Divulgação
 
Uma brincadeira bastante conhecida pelos maranhenses é a prática de empinar pipas, muito comum nessa época com a chegada do período de veraneio. Mas, apesar de ser muito popular e divertida, pode ser uma atividade perigosa. É preciso ficar atento aos riscos, pois o perigo aumenta devido às condições de fortes ventos, fazendo com que a pipa seja levada para bem próxima da fiação elétrica e a linha se enrosque nos cabos de energia, podendo causar acidentes e interromper o fornecimento de energia da comunidade e estabelecimentos que prestam serviços essenciais.  

  Segundo levantamento da Equatorial Maranhão, a incidência de interrupções ocasionadas por pipas presas na rede elétrica se manteve frequentes em todo o Maranhão. De janeiro de 2020 a maio de 2021, foram registradas 1.968 ocorrências dessa natureza, afetando o fornecimento de energia elétrica. Somente nos primeiros cinco meses deste ano, foram identificadas 448 ocorrências de pipas na rede, um número que serve de alerta a população.   

  Os municípios com o maior número de ocorrências por falta de energia envolvendo pipas em 2020 e 2021 foram São Luís com 751 casos, São José de Ribamar, com 225, Imperatriz com 93 e Paço do Lumiar, com 91 ocorrências. O ranking dos 10 municípios mais afetados com pipas na rede pode ser visto na tabela a seguir.  
  
Município                                           Ocorrências de Pipa na Rede Elétrica
São Luís                                              751      
São José do Ribamar                          225      
Imperatriz                                             93      
Paço do Lumiar                                    91      
Caxias                                                  87      
Timon                                                   52      
Santa Inês                                           30      
Balsas                                                  29      
Açailândia                                            28      
Buriti Bravo                                          20      
  
Devido ao número expressivo, a Equatorial Maranhão faz um alerta importante para a população e traz algumas orientações com relação ao tema:   

l    Não deixe que as crianças empinem pipas próximo da rede elétrica. O ideal é buscar lugares descampados, como praias e campos onde não tenha rede de energia nas proximidades; 

l    Cuidado com fortes ventos, pois podem contribuir para as pipas se aproximarem dos fios energizados;  

l    Quando a linha encostar na rede elétrica, NUNCA tente resgatá-la com, pois o risco de receber uma descarga elétrica é muito grande. Solte a linha imediatamente;  

l    Não utilize produtos cortantes nas linhas das pipas, pois podem machucar gravemente quem solta à pipa e outras pessoas ao redor.  
  
O Técnico de Segurança da Equatorial Maranhão, Marcos Túllio, alerta a população sobres os riscos da brincadeira e dá algumas orientações de como praticar essa atividade de forma segura. “Pipas devem ser empinadas longe da rede elétrica, pois ao se enroscarem nos fios de energia podem causar curto-circuito, falta de energia e até acidente com vítimas. Caso ela fique presa na fiação elétrica, nunca tente recuperá-la jogando pedras amarradas em linha, galhos de árvores, ou qualquer outro tipo de objeto, não suba em muro ou árvores para tentar recuperar a pipa, deixe-a presa como está. Em momento oportuno, procure sempre um local aberto longe da rede elétrica e do trânsito para praticar essa atividade com segurança”, explica.  

  Em caso de ocorrências como linha enroscada na rede elétrica, pipa presa nos cabos, ou ainda acidentes envolvendo descarga elétrica, a Equatorial Maranhão alerta a população a não tentar tirar a pipa ou a linha dos cabos energizados, e entrar em contato por meio da Central 116 informando o local com ponto de referência.

A orientação é que as pessoas não se aproximem de fios e cabos, e que não toquem em pessoas ou objetos que estejam em contato com a rede elétrica e liguem para o Samu no 192.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...