MENU

02/06/2021 às 20h34min - Atualizada em 02/06/2021 às 20h34min

Agricultores têm chamada pública para fornecer alimentos para merenda escolar de Araguaína

Pequenos produtores devem apresentar documentos, até dia 16 de junho, para participar do PNAE no segundo semestre. Produtos vão para escolas e creches municipais

Marcelo Martin
Ascom/PMI
Foto: Marcos Sandes/Ascom/PMA
 
A Prefeitura de Araguaína abriu chamada pública para a aquisição de alimentos da agricultura familiar por meio do PNAE ( Programa Nacional de Alimentação Escolar), no segundo semestre. Neste edital, estão disponíveis mais de R$ 1,3 milhão para compra de produtos destinados à merenda escolar da Rede Municipal de Ensino. Os pequenos produtores interessados devem apresentar a documentação na Secretaria da Educação até o dia 16 de junho.
 
Entre outros documentos necessários estão CPF ou CNPJ, Declaração de Aptidão ao Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), emitida nos últimos 60 dias, projeto de vendas e prova de atendimento de requisitos sanitários. Todos os requisitos estão listados no Diário Oficial nº 2314, do último dia 25.
 
Cada produtor pode vender até R$ 20 mil nesta chamada pública, que tem validade de um ano.  A documentação deve ser entregue na Secretaria Municipal da Educação, localizada à Avenida Bernardo Sayão, nº 499, Entroncamento, das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas, em dias úteis de segunda a sexta-feira. Mais informações podem ser consultadas  pelo telefone (63) 3411-5627. 

Alimentos frescos

Um ponto importante na compra de alimentos de produtores da região é a nutrição das crianças com a oferta de alimentos frescos. As unidades de ensino do Município utilizam cardápio elaborado pela equipe de Nutrição da Secretaria Municipal da Educação com frutas, verduras e frango melhorado. 

Dados

A compra dos produtos também estimula o fortalecimento da agricultura familiar no Município. Todos os anos, a Prefeitura busca destinar pelo menos 30% do orçamento da merenda aos pequenos produtores da região e pela primeira vez atingiu a meta em 2019, quando mais de 100 produtores receberam quase R$ 950 mil.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...