MENU

27/02/2021 às 00h00min - Atualizada em 27/02/2021 às 00h00min

Datas Comemorativas

(28 de fevereiro a 06 de março de 2021)

Da Redação
GB Edições

28/02

- Instituição do Cruzado-Cz$ (1986)
- Holandeses abandonam São Luís e a capitania do Maranhão volta ao domínio português (1644)
- Rio de Janeiro assiste ao primeiro desfile de carros alegóricos durante o Carnaval (1854)
- O Ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso, anuncia o Plano Real de combate à inflação (1994)
 

01/03

- Criação da Casa de Rui Barbosa (1927)
- Dia da Vindima (Colheita de uvas)
- Dia das Crianças Doentes
- Dia do Turismo Ecológico
- Dia Pan-Americano do Turismo
- Fundação da cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro (1565)
- Início da construção da cidade de Minas, hoje Belo Horizonte (1894)
- Morte de Rui Barbosa (1823)
- Término da Guerra dos Farrapos (1845)
- Manuel Ferraz de Campos Salles é eleito Presidente do Brasil (1898)
 

02/03

- Batismo do índio Poti com o nome de Antônio Felipe Camarão (1612)
- Dia Nacional do Turismo
- Morte de Mem de Sá, terceiro Governador-Geral do Brasil (1572)
 

03/03

- Criação do Estado do Amazonas (1755)
- Dia do Meteorologista
- Dia dos Dirigentes das Sociedades Desportivas, Culturais e Assistenciais
- Instituído o Domingo como o dia do descanso (321)
 
04/03
- Início do Arraial Bom Jesus, núcleo da resistência dos nativos contra a invasão holandesa em Pernambuco (1630)
- Término da Guerra do Paraguai (1870)
 

05/03

- Dia da Integração Cooperativista
- Dia do Filatelista Brasileiro
- Nascimento do compositor Heitor Villa-Lobos (1887)
 

06/03

- Criação do Ministério da Fazenda (1821)
- Início da Revolução Pernambucana (1817)
 

A fundação da cidade do Rio de Janeiro




No dia 01 de março de 1565, Estácio de Sá, sobrinho do então governador Mem de Sá, comandando uma expedição, com o auxílio das Capitanias de São Vicente e Espírito Santo, chegou ao local que fica entre o atual Pão de Açúcar na cidade do Rio de Janeiro, e o Morro Cara de Cão, hoje denominado Morro de São João.
Esse local fica à entrada da baia da Guanabara. Ali lançou Estácio de Sá às bases de uma povoação, a que deu o nome de São Sebastião, em homenagem ao Rei de Portugal, D. Sebastião. Foi, talvez, uma das derradeiras homenagens recebidas pelo infeliz rei que passaria para a História por ter morrido ainda muito jovem, numa batalha contra os mouros. Em virtude de sua morte, o Brasil e Portugal passaram ao domínio da Espanha. Até hoje, contos e canções populares em Portugal falam que o povo voltará a ser feliz com a volta do jovem monarca.
Durante aproximadamente dois anos, o pequeno povoado de São Sebastião resistiu bravamente aos ataques constantes dos invasores franceses e seus aliados, ou seja, os ferozes índios tamoios.
No início de 1567, o Governador Mem de Sá correu em auxílio a Estácio de Sá; forças unidas permitiram o ataque final ao inimigo que foi derrotado em 20 de janeiro de 1567 (dia de São Sebastião), na aldeia do morubixaba Uruçumirim, no Morro do Leripe, hoje denominado Outeiro da Glória, e na Ilha de Paranapuã também chamada de Ilha Maracajá ou do Gato.
A cidade permaneceu no local escolhido pelo seu fundador até 1563, quando Mem de Sá que ali ficara após a morte do sobrinho, resolveu transferi-la para o Morro de São Januário ou do Castelo, morro esse que foi arrasado no processo de urbanização moderna da cidade.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...