MENU

21/01/2021 às 00h00min - Atualizada em 21/01/2021 às 00h00min

Mulher é presa por suspeita de explorar sexualmente a própria filha

Operação policial cumpriu mandados de prisão contra outros indivíduos

Haidê Rocha
Indivíduos presos acusados de estupro de vulnerável - Foto: Divulgação/Whatsapp
Uma mulher foi presa pela Polícia Civil do Maranhão, nesta quarta-feira (20), na cidade de Pinheiro, por suspeita de exploração sexual da própria filha, de 12 anos. A prisão ocorreu com a deflagração da ‘Operação Liberta’, por intermédio da 5ª Delegacia Regional de Polícia Civil, com sede em Pinheiro, Delegacia Especial da Mulher (DEM), com apoio do Grupo de Pronto Emprego (GPE) e Delegacia de Polícia de Santa Helena.

Conforma investigação realizada pela DEM de Pinheiro, a vítima, atualmente com 12 anos, vinha sendo explorada sexualmente desde os 10, tendo como principal agenciadora a própria mãe, que recebia pequenas quantias em dinheiro para autorizar a menor a manter relações sexuais com homens da região. Os abusos sexuais ocorriam nos Povoados Bom Viver e São Luizinho da Chapada, ambos zona rural do município.

Diante dos fatos expostos, foi representado o pedido de prisão temporária em desfavor da mãe e de mais seis elementos. A suspeita, F.L.S., e os elementos J.R.S., J.J.P.F. e C.A.N., os primeiros a serem presos, foram conduzidos para a Delegacia Regional de Pinheiro, onde foram feitas as formalidades de praxe.

Durante a operação, ainda foi apreendido um revólver calibfe 38 na residência de J.J.P.F., que também foi autuado pelo crime de posse de arma. As investigações continuam no intuito de capturar os demais suspeitos, assim como a dentificação de outros autores do crime de estupro de vulnerável. Após os procedimentos, os presos foram levados para a unidade prisional de Pinheiro, onde se encontram à disposição da justiça. 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...