MENU

06/01/2021 às 00h00min - Atualizada em 06/01/2021 às 00h00min

Médico e empresário Wagner Ayres assume a presidência do Imperatriz

A informação foi dada na noite de segunda-feira, depois de uma reunião com o presidente do Conselho Deliberativo, Antonio Torres

Dema de Oliveira
Wagner Ayres é o novo presidente do Imperatriz - Foto: Dema de Oliveira/O PROGRESSO
Uma luz no fim do túnel acendeu para a Sociedade Imperatriz de Desportos (SID). O médico e empresário Wagner Ayres assumiu a presidência do clube.  A informação foi dada na noite de segunda-feira (4), depois de uma reunião com o presidente do Conselho Deliberativo, Antonio Torres, e que teve a participação do ex-presidente Adauto Carvalho, que continua como apoiador do time.

Wagner Ayres era o vice-presidente, empossado em outubro, em substituição a Rodrigo Oliveira, chegou a renunciar com toda a diretoria, mas depois de conversa de bastidores, resolveu por assumir o clube. O anúncio foi feito pelo presidente do Conselho Deliberativo, Antonio Torres, que vem acompanhando toda essa evolução para que o Imperatriz possa voltar aos bons tempos. E essa situação só foi possível depois de muita conversa, colocando os prós e os contras, até o consenso final. Outro empresário que veio para somar é Pedro Pneus, que se colocou à disposição e deverá ter cargo na nova diretoria, que já a partir de ontem começou um novo tempo à frente do Cavalo de Aço. “Essa novidade é um presente de aniversário para o Imperatriz, pelos seus 59 anos, comemorados segunda-feira da semana passada”, destacou Antonio Torres. 

Torres ressaltou que em diretorias anteriores Vagner Ayres ajudou o Cavalo de Aço, e na reta final do Campeonato Brasileiro da Série C assumiu o comando interinamente, ocasião em que tomou conhecimento de perto da realidade do clube e com a renúncia de Adauto, também anunciou saída, mas voltou atrás.

“Nós iríamos declarar na reunião do Conselho, amanhã (ontem), a vacância do cargo e estávamos procurando um nome, mas felizmente Dr. Wagner aceitou e vai continuar no time”, disse ele, acrescentando que essa decisão é muito importante e o deixa mais tranquilo. Como dirigente e torcedor, Torres disse que estava triste com a situação do clube, embora nunca tenha desistido e chegou a dizer que o anúncio é um presente para a torcida.

“Passamos o dia conversando, eu, o Adauto, Dr. Wagner e depois fomos a um grande empresário da cidade que jogou uns vídeos nas redes sociais dizendo que queria ajudar, o Pedro Pneus, bolamos umas ideias e dizemos para Dr. Wagner que o pedido de renúncia dele não foi aceito porque o Cavalo precisa dele e este é o grande presente que os torcedores do Imperatriz recebem”, disse, comparando o time sem presidente a um avião sem piloto.

Uma das novidades, segundo adiantou Torres, é que a partir de agora as ações da diretoria serão acompanhadas de perto pelo Conselho Deliberativo em um sistema de gestão compartilhada.  

Charles Guerreiro
O presidente Wagner Ayres renovou o seu compromisso no comando do Cavalo de Aço e já confirmou que Charles Guerreiro será o treinador. Entretanto, não deu detalhes a respeito da montagem do time, inicialmente para o Campeonato Maranhense, e em seguida para o Campeonato Brasileiro Série D. “Nossa prioridade agora é o pagamento da dívida com a FIFA para que tenhamos condições de contratar e montar o time”, disse.

Segundo Ayres, foi tentado parcelar a dívida, com a Federação Maranhense de Futebol (FMF), como avalista, mas a entidade mais uma vez se negou a ajudar um afiliado. Diante disso, junto com apoiadores, a dívida será paga à vista. “Vamos ter de pagar à vista, uma situação difícil, porque o prazo encurtou, mas estamos buscando a solução o mais rápido possível de agora para frente”, reiterou Wagner Ayres. 

Nos próximos dias, o Conselho Deliberativo do Clube vai anunciar o restante da diretoria, que será composta por outros empresários da cidade.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...