MENU

19/12/2020 às 00h00min - Atualizada em 19/12/2020 às 00h00min

Polícia Civil dá prosseguimento à ‘Operação Ostentação’ e cumpre mais dois mandados

Investigações apontam que alguns presos são remanescentes dos ‘Galáticos’, quadrilha presa em operação da PF em 2004

Da Assessoria
Suspeito preso em Tocantins foi trazido para Imperatriz - Foto: Divulgação
A Polícia Civil vem dando prosseguimento à ‘Operação Ostentação’ e entre a quinta-feira (17) e esta sexta-feira (18), cumpriu mais dois mandados, sendo um de busca e apreensão e outro de prisão.

Na quinta-feira (17), no fim da tarde, foi cumprido mandado de busca e apreensão em Imperatriz, em uma residência localizada na Rua Alagoas, entre JK e São José, Santa Rita. No local, a polícia apreendeu R$ 63.000.00 em espécie, que estavam no fundo de uma parede falsa da casa. Dinheiro produto de crime cibernético. No local, foram apreendidos ainda celulares, notebooks, dispositivo de rede, materiais de informática.

Nesta sexta-feira, um mandado de prisão foi cumprido no estado de Tocantins, na cidade de Augustinópolis, que fica a 56 km de Imperatriz, no Bico do Papagaio.

A identidade do preso não foi divulgada por causa da Lei de Abuso de Autoridade, que proíbe a divulgação de nomes e fotos de suspeitos.

A operação, que é da Polícia Civil do Maranhão com apoio de policiais do Tocantins e Goiás, foi desencadeada na última quarta-feira. Naquele dia, 29 pessoas foram presas em Imperatriz, onde segundo a polícia, é o núcleo principal da quadrilha, que de acordo com que já foi investigado, já desviou cerca de R$ 13 milhões do Banco Nubank.

Segundo informações, das pessoas que já foram presas, suspeitas de envolvimento nessa quadrilha, algumas são remanescentes da quadrilha de hackers alvo da operação da Polícia Federal em 2004, denominada de ‘Galáticos’.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...