MENU

23/11/2022 às 19h38min - Atualizada em 23/11/2022 às 19h38min

Operação Grilagem da Polícia Civil prende três pessoas acusadas de assassinato em Parnarama

As três pessoas são investigadas pelo assassinato do ex-secretário de Agricultura, Rildanio Barros

ASCOM-PCMA
Várias armas e munições foram apreendidas durante a operação - Foto: Ascom/PC-MA
 
Nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira (23), uma ação batizada de “Operação Grilagem” foi deflagrada pela Polícia Civil do Maranhão tendo como base as investigações sobre o assassinato do ex-secretário de Agricultura do município Parnarama, Rildanio Ramos Barros, de 34 anos, ocorrido no dia 18 de julho deste ano, na zona rural da cidade de Buriti Bravo.  Além de Buriti Bravo, a cidade de Gonçalves Dias, também foi alvo da operação.

No decorrer da ação policial foram cumpridos mandados de busca e apreensão contra endereços ligados aos investigados por envolvimento no crime que resultou na apreensão de uma espingarda calibre 12 Mod. 5862 CBC; onze munições calibres 12;01 munição de metal calibre 32; um rifle Cal. 38; três Espingardas tipo bate-bucha, uma cartucheira de cano inox; uma carabina CBC calibre 28; uma pistola Taurus Calibre 380; sessenta e seis 66 munições calibre 380; três munições calibre 38; um motosserra STHL MS-310 e dois rádios comunicadores.  Na ocasião, três mandados de prisão temporária foram cumpridos contra três pessoas suspeitas pelo crime.

Segundo as investigações, a motivação do crime está relacionada a grilagem de terras na região de Buriti Bravo. O caso segue sendo investigado no intuito de buscar mais esclarecimentos sobre o assassinato. A Operação Grilagem contou com a participação de policiais civis das Delegacias Regionais de São João dos Patos e Presidente Dutra, com apoio do Núcleo de Inteligência de Timon.

Notícias Relacionadas »
Comentários »