MENU

OPROGRESSONET Publicidade 728x90
10/10/2022 às 19h45min - Atualizada em 10/10/2022 às 19h45min

Pesquisadores percorrem 1,8 mil km entre Goiás e Tocantins para ampliar conhecimento sobre os solos do Planalto Central Brasileiro

Roteiro da excursão inclui um percurso de sul a norte dos estados de Goiás e Tocantins, com exame de 14 perfis de solo por dezenas de participantes e colaboradores técnico-científicos - Foto: Divulgação
 
A XIV Reunião Brasileira de Classificação e Correlação de Solos: RCC de Goiás e Tocantins (XIV RCC) começou neste sábado (8/10) e prossegue até o dia 15 de outubro. O evento técnico-científico, cujo principal objetivo é contribuir para o aprimoramento do Sistema Brasileiro de Classificação de Solos ( SiBCS), percorrerá uma região com fortes contrastes bioclimáticos e paisagens que incluem áreas de cerrado, campos de altitude e extensas planícies aluvionares do Rio Araguaia.

O roteiro da excursão inclui um percurso de sul a norte dos estados de Goiás e Tocantins, desde Goiânia (sul) até Palmas (norte), com exame de 14 perfis de solo por dezenas de participantes e colaboradores técnico-científicos. Aproximadamente 1.800 km serão percorridos ao longo das rodovias BR-153, GO-239, TO-040 e de estradas vicinais (veja o mapa abaixo e acesse aqui a programação completa).

O pesquisador da Embrapa Solos José Francisco Lumbreras, que faz parte da comissão organizadora, explica que além de possibilitar a validação de alterações inseridas na 5ª edição do SiBCS, lançada pela Embrapa em 2018, bem como da recém-publicada proposta de atualização daquela edição, a XIV RCC é uma oportunidade ímpar de prover conhecimentos importantes para o desenvolvimento de futuras edições do sistema, já que reúne os principais profissionais do País familiarizados ao tema classificação de solos, com diferentes experiências e conhecimentos, a fim de discutir o SiBCS em frente a “perfis de solos problemas”, que foram intencional e previamente selecionados pelos organizadores do evento.

“A XIV RCC também é palco para a ampliação e intercâmbio de conhecimento sobre os solos e ambientes do bioma Cerrado do Planalto Central Brasileiro entre pesquisadores, professores e outros profissionais de áreas correlatas”, completa Lumbreras.

Segundo Maurício Rizzato Coelho, também organizador do evento e pesquisador da Embrapa Solos, foram realizados diversos estudos com as amostras dos 14 perfis de solos selecionados para a reunião, os quais foram compilados no documento intitulado “Guia de Campo da XIV Reunião Brasileira de Classificação e Correlação de Solos: RCC de Goiás e Tocantins”, a ser distribuído aos seus participantes durante a excursão. 

“Esses estudos compreendem desde caracterizações ambientais, análises e interpretações físico-hídricas, físicas, químicas, micromorfológicas e mineralógicas de solos, até a avaliação da aptidão agrícola das terras, contribuindo para o avanço do conhecimento dos solos e ambientes da região percorrida, além de possibilitar novas parcerias científicas para futuras pesquisas”, explica Rizzato.

A XIV RCC é promovida pelo Núcleo Regional Centro-Oeste da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo (SBCS) e organizada por Universidade Federal de Goiás (UFG), Embrapa Pesca e Aquicultura, Embrapa Solos, Instituto Federal Goiano (IF Goiano), Embrapa Arroz e Feijão, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e Associação dos Engenheiros Agrônomos de Goiás (AEAGO).

Notícias Relacionadas »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90