MENU

12/09/2022 às 22h20min - Atualizada em 12/09/2022 às 22h20min

Rally dos Sertões termina com campeões inéditos no Pará

Títulos ficam com Lucas Moraes e Kaíque Bentivoglio (carros), Rodrigo Varela e Matheus Mazzei (UTV) e Bissinho Zavatti (motos)

Assessoria
Foto: Divulgação
 
Após 15 dias, 14 etapas e 7.202 quilômetros atravessados por oito estados das cinco regiões brasileiras, o Rally dos Sertões 2022 foi encerrado neste sábado (10), nas areias de Salinópolis (PA). Os 30 anos da prova foram marcados por uma aventura iniciada em Foz do Iguaçu (PR) e que alcançou um dos pontos do extremo Norte do país. Foi o maior rally do mundo este ano.

A 14ª e última etapa, batizada de “Ao Som do Mar”, teve 126 quilômetros de extensão, alternou retas, trechos travados e sinuosos, e erosões. Na rampa promocional de chegada, foram coroados os campeões dos carros, das motos e dos UTVs.

Entre os carros, Lucas Moraes e Kaíque Bentivoglio (Toyota Hilux DKR T1+/MEM) repetiram o feito de 2019. Venceram 10 das 14 etapas e deram prova de superação na 11ª, quando Lucas foi obrigado a acelerar o protótipo fabricado na Bélgica por mais de 200 quilômetros sem a ajuda da direção hidráulica. Uma segunda posição no estágio deste sábado foi suficiente para garantir a festa.

Nas motos, a persistência e o talento levaram Bissinho Zavatti (Honda CRF 450RX/Honda Racing) a uma conquista inédita. O paulista fez um rally impecável, ajudado por um equipamento que não sofreu qualquer problema ao longo das 14 etapas. A Honda garantiu ainda a dobradinha na geral, com o argentino Martin Duplessis em segundo.

A edição histórica ainda reservou um feito inédito para uma piloto cuja história se confunde com a do Sertões. Primeira mulher a encarar o desafio nas motos, Moara Sacilotti (Yamaha WR 450F/Caminhos das Serras) se tornou também a primeira campeã, na categoria Moto Over. Laura Lopes, que compete pela Guiana Francesa, ficou na segunda posição.

Nos UTVs, a Família da Poeira foi o destaque. Rodrigo Varela e Matheus Mazzei (piloto e navegador) se mantiveram de forma constante nas primeiras posições a cada etapa e asseguraram uma vantagem suficiente para comemorar a primeira conquista. O vice-campeonato ficou para Rodrigo Luppi e Maykel Justo (Can-Am Maverick/Luppi Racing Team), com cinco vitórias de etapas.

Classificação final

Carros
1) #323 Lucas Moraes/Kaíque Bentivoglio, Toyota Hilux Overdrive T1+, (1)T1F, 47h45min46

2) #304 Marcos Baumgart/Kleber Cincea, Toyota Hilux IMA V8, (2)T1F, a 8min14

3) #350 Julio Capua/Bina Cavassin, Toyota Hilux Overdrive T1+, (3)T1F, a 2h20min47

4) #305 Marcelo Gastaldi/Cadu Sachs, Buggy Century CR6, (4)T1F, a 2h53min39


5) #303 Sylvio de Barros/Rafael Capoani, Toyota Hilux IMA V8, (5)T1F, a 4h00min43

Motos
1) #06 Bissinho Zavatti, Honda CRF 450RX, (1)MT2, 52h07min22

2) #21 Martin Duplessis (ARG), Honda CRF 450RX, (1)MT1, a 20min17

3) #04 Ricardo Martins, Yamaha WR 450F, (2)MT1, a 23min34

4) #19 Gabriel Soares, Honda CRF 450RX, (2)MT2, a 1h32min58

5) #57 Tiago Fantozzi, KTM 450EXC, (3)MT2, a 1h37min49

UTV
1) #216 Rodrigo Varela/Matheus Mazzei, Can-Am Maverick, (1)UT1, 52h37min13

2) #227 Rodrigo Luppi/Maykel Justo, Can-Am Maverick, (2)UT1, a 5min46

3) #215 Bruno Varela/Gustavo Bortolanza, Can-Am Maverick, (3)UT1, a 39min46

3) #206 Gabriel Cestari/Jhonatan Ardigo, Polaris RZR Pro R, (4)UT1, a 49min49

5) #207 Gabriel Varela/Daniel Spolidorio, Can-Am Maverick, (5)UT1, a 52min42

Notícias Relacionadas »
Comentários »