MENU

05/08/2022 às 22h48min - Atualizada em 05/08/2022 às 22h48min

Temos compromisso com os professores”, afirma Wagner ao sancionar lei de reajuste salarial

Valor foi acordado com representantes da classe, em junho, e começará ser pago aos professores da rede municipal já em agosto

AscomAraguaína / Marcelo Martin
A medida é realizada por meio da Lei Complementar nº 119 e está publicada no Diário Oficial dessa segunda-feira, 1º de agosto - Foto: AscomAraguaína / Marcos Sandes
 
O prefeito de Araguaína, Wagner Rodrigues, autorizou a adição de R$ 2.210.000 na folha de pagamento dos professores efetivos da Rede Municipal de Ensino. O valor foi acordado com representantes da classe, em junho, e começará ser pago aos professores da rede municipal já em agosto. A medida é realizada por meio da Lei Complementar nº 119 e está publicada no Diário Oficial dessa segunda-feira, 1º de agosto.

“Temos compromisso com os professores. É uma Educação valorizada porque temos professores comprometidos, que são orgulho para todos nós. Esse é o valor máximo que a lei de responsabilidade fiscal permite”, afirmou Wagner.
 
Investimento na Educação
De acordo com os dados das secretarias da Educação, Administração e Fazenda, os valores investidos na Educação do Município já ultrapassam os 40% do orçamento municipal, inclusive com folha de pagamento dos profissionais do magistério.

Nos últimos anos, a Prefeitura investiu na melhoria das condições de trabalho e na valorização dos educadores. Foram realizadas reformas e ampliações de praticamente todas as unidades de ensino, construções de novas unidades de excelência e 100% das salas de aula do município têm ar-condicionado, inclusive as da zona rural.
 
Números
De acordo com os custos mensais, mais de R$ 12 milhões são investidos na folha de pagamento da Educação com recursos do Fundeb (Fundo Nacional da Educação Básica) e outros R$ 400 mil do Tesouro Municipal.

Em Araguaína, segundo dados do Município, todos os 1.439 professores ganham o salário base (inicial) equivalente do piso, de R$ 3.845,63 para o nível 1 e R$ 3.860,02 para os que estão no nível 2 referente a quarenta horas semanais.

Os dados também comprovaram que a Educação representa 50% da folha de pagamento municipal, que envolve mais 17 secretarias.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »