MENU

25/01/2022 às 18h46min - Atualizada em 25/01/2022 às 18h46min

Três homens são presos por suspeita de estupro no Maranhão

Os suspeitos foram presos pela Polícia Civil nas cidades de Cândido Mendes, Barreirinhas e Vargem Grande

Ascom/PC-MA
Policiais do GPE cumpriram os mandados de prisão - Foto: Divulgação/PC-MA
  
Em cinco dias, três homens foram presos no Maranhão por suspeita de estupro. Os suspeitos foram presos nas cidades de Cândido Mendes, Barreirinhas e Vargem Grande. Três das quatro vítimas eram enteadas dos suspeitos, uma delas teve que ser hospitalizada, por causa do abuso sexual.

A primeira prisão foi realizada na cidade de Vargem Grande, cerca de 596 km de Imperatriz. Segundo a Polícia Civil do Maranhão, o homem foi preso por suspeita de ter abusado do enteado de apenas 7 anos, que foi parar no hospital por causa da violência. A prisão foi realizada na noite de sexta-feira (21).

Segundo o delegado Samuel Morita, a prisão se deu após uma denúncia anônima de um funcionário do Hospital Benito Mussolini, que acionou a Polícia Civil da cidade de Vargem Grande, através do Disque-Denúncia, relatando um possível caso de abuso sexual de menor de idade. De posse dessas informações, a equipe de investigação foi até o hospital, preservando todos os cuidados para resguardar a vítima e os demais envolvidos.

Os policiais civis, após terem acesso aos depoimentos da equipe médica envolvida, do laudo médico, declaração da mãe da vítima e demais testemunhas que apontavam para o cometimento do crime, deram início as diligências no intuito de localizar e prender o suspeito, sendo possível horas depois. O homem foi encaminhado ao sistema prisional da região.

A segunda prisão foi realizada no último domingo (23), na cidade de Barreirinhas, a 768 km de Imperatriz. Contra o homem havia um mandado de prisão temporária, por suspeita de ter praticado o crime de estupro de vulnerável contra duas enteadas, de 9 e 13 anos. O crime aconteceu no bairro Murici.

Segundo a 20ª Delegacia Regional de Barreirinhas, a Delegacia Especializada da Mulher constatou que os abusos sexuais aconteciam dentro da residência das vítimas e eram seguidos de ameaças, coações e agressões físicas como forma de impedir que as meninas o denunciassem.

Ao tomar conhecimento dos fatos e considerando a gravidade das acusações, a autoridade policial representou pela prisão temporária do investigado.

Após prestar seu depoimento na sede da delegacia, o investigado foi conduzido à Unidade Prisional de Barreirinhas, onde deve ficar à disposição da Justiça.

Já nessa segunda-feira (24), a Polícia Civil do Maranhão deu cumprimento ao mandado de prisão preventiva contra um homem, também investigado pelo crime de estupro de vulnerável na cidade de Cândido Mendes, a 596 km de Imperatriz.
Segundo a polícia, o crime aconteceu em 2019, e a família da vítima precisou mudar de endereço, após sofrer ameaças por parte de familiares do investigado.

Em buscas pela cidade, a equipe de investigadores da Delegacia de Polícia de Cândido Mendes localizou o investigado em momento recreativo em um campo de futebol.

Após verificar a identidade do suspeito, a equipe deu cumprimento ao mandado de prisão preventiva, realizando a condução do representado à Delegacia de Polícia Civil.

Após os procedimentos de praxe, o preso foi encaminhado ao Sistema Penitenciário de Godofredo Viana, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »