MENU

13/01/2022 às 19h12min - Atualizada em 13/01/2022 às 19h12min

UFMA realiza campanha de arrecadação para ajudar famílias prejudicadas pela enchente em Imperatriz e Grajaú

Hérika de Almeida,
Com informações do portal Imirante e Prefeitura de Grajaú
Foto: Divulgação
 
Universidade Federal do Maranhão, por meio da Superintendência de Infraestrutura (Sinfra), realiza campanha de arrecadação para ajudar as famílias prejudicadas pela enchente ocasionada pelas fortes chuvas nos municípios de Imperatriz e Grajaú. No mês de dezembro houve um aumento elevado no nível do rio obrigando as vítimas a saírem de suas casas. O cenário de completo alagamento não permite indicar quando as famílias ribeirinhas poderão retornar para as suas residências.

De acordo com o gestor da Sinfra em Imperatriz, Leonardo Hunaldo dos Santos, a primeira etapa do período de campanha ocorreu no período de 4 a 7 de janeiro e contou com a participação de professores, técnicos, alunos e da comunidade em geral. Em média, 37 famílias foram beneficiadas com as doações. Esta semana a campanha terá continuidade até sexta-feira, 15. “Estamos recebendo alimentos, produtos de higiene pessoal, roupas, cobertores, móveis, além da ajuda em dinheiro que será convertida em cestas básicas”, detalhou.

Em Imperatriz as doações podem ser realizadas nas duas unidades da UFMA – Centro e Bom Jesus, das 8h às 20h. Todos os donativos serão distribuídos nos sete abrigos espalhados pela cidade: Parque de Exposições, Escola Tiradentes, Igreja São Sebastião, Quadra da Caema, Escola Governador Archer, Igreja Harpa de Davi (Parque Alvorada) e Igreja Nova Vida (Bacuri).

No município de Grajaú uma ação coletiva foi organizada com o intuito de prestar assistência à população atingida pela força das chuvas. O diretor do Câmpus de Grajaú, Roni Araújo, relatou que a ideia de desenvolver a campanha de arrecadação surgiu logo que a comunidade acadêmica teve conhecimento da situação de vulnerabilidade que muitas famílias grajauenses estavam enfrentando. “Já nas primeiras notícias sobre a situação, somado a experiências vivenciadas em anos anteriores, entendemos que era momento de mais uma vez unirmos força em busca de oferecer auxílio a essa comunidade, que tem nos acolhido com muito afeto desde chegamos aqui”, declarou.

Araújo acrescentou que essa corrente de solidariedade se fortaleceu com envolvimento de todos os professores, técnico-administrativos, servidores terceirizados e alunos da Universidade e de outras duas instituições de ensino, como Universidade Estadual do Maranhão (Uema) e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Ifma). “Feita a coleta, todos os donativos têm sido levados à Defesa Civil do município de Grajaú, que em ação conjunta com o Corpo de Bombeiros, ficam responsáveis pela distribuição às famílias, uma vez que eles possuem o cadastramento dos necessitados e também os meios logísticos de distribuição”, descreveu.

A campanha teve início no dia 4 de janeiro com o objetivo de arrecadar cestas básicas. No entanto, outros itens como roupas e brinquedos também têm sido entregues nos pontos de coleta. As doações podem ser feitas nas secretarias das três instituições: UFMA, Uema e Ifma, durante os turnos matutino e vespertino.

O diretor da UFMA em Grajaú explicou que a divulgação da campanha ocorre nas redes sociais sem prazo definido para encerrar. “A data para finalizarmos não está definida, uma vez que muitas famílias, sobretudo dos povoados vizinhos à sede, Grajaú, se encontram ainda em situação de extrema vulnerabilidade, onde lhes falta comida, água potável e outras itens básicos. Embora visualmente já seja possível perceber uma diminuição das águas do rio Grajaú, ontem mesmo a Defesa Civil do Município nos pediu para manter a campanha por conta dessa realidade que acabei de descrever”, assegurou.

Saiba mais 
Conforme o último levantamento da Defesa Civil, até o momento 231 famílias estão desabrigadas em Imperatriz devido ao aumento do nível do rio Tocantins. Isso representa mais de 900 pessoas afetadas pela enchente. A Prefeitura Municipal decretou situação de emergência em razão das fortes chuvas na cidade. A previsão é de chuvas intensas na região até o dia 20 deste mês.

Na quinta-feira, 6, a Prefeitura de Grajaú criou um Comitê de Gerenciamento de Crise, coordenado pelo Corpo de Bombeiros e com o apoio da Defesa Civil e dos órgãos de segurança, para atender às vítimas da enchente do rio Grajaú. As famílias ribeirinhas tiveram que deixar suas casas após um aumento de quatro metros no nível da água. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...