MENU

06/01/2022 às 18h49min - Atualizada em 06/01/2022 às 18h49min

Detento em regime semi-aberto é vítima de tentativa de homicídio

Com esse é o terceiro caso em Imperatriz envolvendo detentos em regime semi-aberto em menos de 60 dias

Dema de Oliveira
Detento foi socorrido pelo SAMU e levado para o Socorrão - Foto: Divulgação/Redes Sociais
 
Um detento do regime semi-aberto, identificado por Márcio Silva Farias, 24 anos, foi vítima de tentativa de homicídio, quando transitava pela Vila Ayrton Sena, depois de sair do albergue, na manhã de ontem.

O PROGRESSO apurou que o albergado responde por tráfico de droga e associação para o tráfico e no momento goza o direito do regime semi-aberto, ou seja, passa a noite no albergue, no caso a própria Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz (UPRI), e sai pela manhã para o trabalho. Na verdade, poucos albergados trabalham, mas saem para a casa de familiares e tem uma série de restrições que têm de ser seguidas, para que haja a progressão da pena. Uma das regras é o uso de tornozeleira eletrônica. Entretanto, muitos saem e ficam fazendo o mesmo que gerou a prisão e a autuação em flagrante.

Com esse é o terceiro caso em Imperatriz envolvendo detentos em regime semi-aberto em menos de 60 dias. Os outros casos ocorreram em novembro e dezembro de 2021, e as vítimas morreram. 

No caso de ontem, Márcio Silva Farias foi alvejado em um dos braços e em uma das pernas, foi levado pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU), onde ainda se encontra em observação. Ninguém ainda tinha sido preso. 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »