MENU

13/12/2021 às 22h25min - Atualizada em 13/12/2021 às 22h25min

Obras da Via Norte ultrapassam os 83% em Araguaína

Liberação das principais vias já proporciona melhor fluidez ao tráfego no centro da cidade. Prefeitura orienta comunidade sobre respeito à sinalização no canteiro de obras

Mara Santos
AscomAraguaína
No último dia 3, foi reaberto o tráfego no cruzamento da Avenida Cônego João Lima com a Marginal Neblina e a Via Norte - AscomAraguaína/Marcos Sandes
  
Com a proximidade da conclusão da Via Norte, os transtornos vão ficando para trás e os araguainenses começam a sentir a melhoria proporcionada pela nova avenida. O percentual de execução das obras já ultrapassa os 83%.

De acordo com o relatório da Cobrape (Companhia Brasileira de Projetos e Empreendimentos), empresa responsável pela supervisão do Águas de Araguaína, até esta quinta-feira, dia 9, seguem em fase de finalização a terraplanagem (97% executada), rede de águas pluviais (83% executada), rede de drenagem superficial – meio-fio (30% executada), imprimação (70% executada) e pavimentação asfáltica em CBUQ (73% executada).

Concluídas essas fases, as obras seguem para o plantio de grama, iluminação pública e sinalizações horizontal e semafórica.

Rotas livres e interditadas

No último dia 3, foi reaberto o tráfego no cruzamento da Avenida Cônego João Lima com a Marginal Neblina e a Via Norte. Outras vias que também haviam sido interditadas para execução das obras já estão liberadas, são elas a 21 de Abril e a Araguaia.

Na Avenida Castelo Branco, o tráfego flui pelo desvio implantado entre a via e a bacia de detenção do córrego Canindé. Seguem interditadas as ruas Ademar Vicente Ferreira e a 25 de Dezembro.

 “Mesmo já havendo asfalto em grande parte da Via Norte, pedimos à população que respeite a sinalização e não tente atravessar pelas vias fechadas, porque no canteiro de obras ainda há valas, trânsito de máquinas pesadas e outros fatores de risco”, explicou Jeniffer Durães, gerente ambiental da UGP (Unidade de Gerenciamento de Projeto).

Águas de Araguaína

O desenvolvimento sustentável, com investimento em infraestrutura aliado à preservação das nascentes, é o objetivo do Projeto Águas de Araguaína. O projeto é executado com financiamento obtido por meio do Banco de Desenvolvimento da América Latina – CAF (Corporação Andina de Fomento).

A canalização evitará a degradação dos recursos hídricos disponíveis nos córregos Canindé e Neblina, principais afluentes da bacia do Lontra, colaborando para a despoluição do Lago Azul.

Além da implantação da Via Norte, que ligará o norte ao sul da cidade, o Projeto contempla uma série de obras nos bairros, a criação de bacias de detenção da água das chuvas e a implantação de vários pontos de área verde, totalizando um investimento de mais de R$ 350 milhões.

Notícias Relacionadas »
Comentários »