MENU

22/10/2021 às 21h11min - Atualizada em 22/10/2021 às 21h11min

Outubro Rosa: conheça os fatores de risco do câncer de mama

A idade figura como um dos principais fatores de risco, pois cerca de quatro em cada cinco casos ocorrem após os 50 anos de idade

Alan Milhomem - Assessoria
Dra. Germana Zélia alerta para a necessidade de mudança de hábitos - Foto: Divulgação/Assessoria
  
O câncer de mama não tem somente uma causa. Vários são os fatores que podem influenciar no surgimento da doença, que deve acometer mais de 66 mil pessoas este ano.  A idade figura como um dos principais fatores de risco, pois cerca de quatro em cada cinco casos ocorrem após os 50 anos de idade. 

A mastologista da Oncoradium Imperatriz, Germana Zélia, também destaca outros fatores de risco para o surgimento do câncer de mama. “São múltiplos fatores de risco muito frequentes no cotidiano das mulheres como a obesidade, baixas taxas de paridade, amamentação pouco frequente, uso de terapia estrogênica para tratamento de sintomas associados a menopausa, tabagismo, ingestão de bebidas alcoólicas dentre outros”, ressalta.

Para evitar o câncer de mama, a Dra. Germana Zélia destaca a importância de um hábito de vida saudável, que envolve prática de exercícios físicos, alimentação saudável e consulta regular com o mastologista, que é o profissional responsável por tratar o câncer de mama e tem um papel importante na saúde feminina.

 “O mastologista é o médico especialista responsável por avaliar, diagnosticar, prevenir e tratar as doenças das mamas, sejam elas adquiridas ou congênitas. Essa especialidade abrange métodos clínicos, cirúrgicos e reparadores para o tratamento das patologias que acometem as mamas”, afirma a mastologista da Oncoradium Imperatriz. 

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), cerca de 13% dos casos de câncer de mama em 2020 no Brasil (aproximadamente, 8 mil ocorrências) poderiam ser evitados pela redução de fatores de risco relacionados ao estilo de vida, em especial, da inatividade física. Entre os desafios para uma mudança de cenário está o fato de 28% das mulheres espalhadas por 20 países não perceberem a ausência de atividade física como um fator de risco para o câncer.

Dicas de hábitos para uma rotina saudável 

*    Alimente-se bem e não fique muito tempo sem comer, sempre priorizando os alimentos naturais e evitando os alimentos industrializados;
*    Evite o excesso de gorduras e carboidratos simples, como açúcar adicionado aos alimentos, doces, sucos de caixinha ou saquinho, refrigerantes, entre outros;
*    Procure ingerir proteínas de boa qualidade, principalmente frutas, legumes e verduras por serem fontes de vitaminas e minerais essenciais e ricas em fibras;
*    Faça exercícios físicos durante a semana;
*    Planeje o seu dia alimentar e tente segui-lo.
 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »