MENU

16/09/2021 às 20h49min - Atualizada em 16/09/2021 às 20h49min

Pasta base de cocaína avaliada em R$ 10 milhões de reais é incinerada

Entorpecente com destino a Imperatriz veio do Mato Grosso e foi apreendido pela PRF durante operação realizada na BR 153

DICOM-SSP-TO
Polícia Civil e Polícia Militar durante processo de incineração de droga - Foto: DICOM-SSP-TO
  
Um carregamento de pasta base de cocaína foi incinerado durante ação da Polícia Civil do Tocantins (PC-TO), na tarde desta quarta-feira, dia 15, no município de Tocantinópolis. A destruição do entorpecente foi coordenada pela 21ª Delegacia de Polícia Civil e contou com o apoio da Polícia Militar de Tocantinópolis. 

Avaliada em mais de 10 milhões de reais, a carga foi apreendida durante ação realizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), nas imediações do município de Palmeiras do Tocantins, na última sexta-feira, dia 10. Na ocasião, a droga estava sendo transportada em um veículo, que era ocupado por um casal e que seguia do Mato Grosso para a cidade de Imperatriz, estado do Maranhão. 

Coordenada pelo delegado-chefe da 21ª DP, Tiago Daniel de Moraes, a ação que resultou na destruição do entorpecente, foi realizada em uma cerâmica da cidade e ocorreu com o apoio do Núcleo de Perícias de Tocantinópolis. O ato também foi acompanhado por um representante do Ministério Público e o chefe da Vigilância Sanitária de Tocantinópolis.

Em razão do alto valor do entorpecente, foi montado um grande esquema de segurança que contou com a participação de policiais civis e policiais militares de Tocantinópolis. O ato de destruição da droga foi visto como bastante significativo, uma vez que a carga estava avaliada em cerca de R$ 10 milhões de reais. 

“A incineração da droga se fez necessária, pois trata-se de um entorpecente de alta pureza e de grande valor, que não poderia ficar armazenado nas dependências da Polícia Civil de Tocantinópolis. Sendo assim, após a autorização do Poder Judiciário, realizamos a ação de destruição da pasta base que não mais chegará às mãos de traficantes e usuários na região norte do Tocantins e sul do Maranhão”, frisou a autoridade policial.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...