MENU

28/05/2022 às 00h00min - Atualizada em 28/05/2022 às 00h00min

O FUMADOR AMUADO!!!

BANDEIRA NETO

BANDEIRA NETO

Nelson BANDEIRA NETO é cronista e funcionário do SESI-Serviço Social da Indústria

 
Vixe! Fiquei a me perguntar: o que seria um Fumador Amuado?...

É um indivíduo arreliado pelo vício. Além de tudo, anda sonolento e enfezado com o efeito da diaba.

Olha leitor! Este mercadinho é uma enciclopédia ambulante... até o beco da fumaça existe lá!

Fui neste final de semana, como sempre faço naquele entreposto.

Chegando lá pedi um café com leite e um pedaço de bolo de tapioca trançado e, batizado pelos feirantes de “vereador”...

Então, por curiosidade, indaguei: por que esse bolo se chama vereador? A resposta, foi… é porque eles são todos enrolados (sic).

Ai, meu Jesus Cristo!

Então, este adjetivo ao mesmo tempo, sobre o (Amuado) - é uma palavra consequente vinda dos usuários da canabis sativa e espécies.

Para interpretação terapêutica canábicas e, seus sintomas, como relaxamento, pupilas dilatadas, aumento de apetite, sentimento e felicidade. Dar o rolê em lugar público logo após fumar um baseado não deixa de ser um desafio.

E a retórica desse espaço desmantelado...só há fumo onde hà queimada (...)

Voltando para o café da manhã: chega um “cachimbista” e fala para a proprietária da banca da cafeteria... que não estava bem de saúde;  sentindo a barriga inchada com muito reboliço e que estava sem apetite para lanchar.

O outro taramela que tem comércio lá naquela circunferência do mercadinho, ouvindo atentamente o reclamo daquela figura que se sentia indigesta e de mal-estar, falou:

“esse f..da...p...fuma um jacá de maconha à noite toda; quem ver o fumaceiro é como se estivesse queimando casca de coco para fazer carvão... agora vem com essa de desarranjo intestinal!

E continuou... ele é um consumidor de “marijuana de lombra”. Aí, já vem outro indiscreto e pergunta: isso é um mexido de palhas de milho, cachimbo e a erva-mate nociva?

À noite esse pitador se arregaça todo como fosse merendar num bandejão da gulodice!... só para queimar “tabanagira da molesta”.

No mercadinho tem vários “cachimbados ” que mudam o nome da bicha, como.… “fumo de angola”, “planta africana”, “tucum do capeta”, “perninha de grilo”.

Neste território da desorganização, ainda pregam:  “... Maconheiro não vai para o céu, pois o fumador já vive permanentemente em estado celestial”.

Mas a história disseca que há quatro regiões que curtem um baseado esperto...

A Ilha Rebelde é uma delas. Capital nacional do reggae. Com certeza é um lugar para viajar no Brasil que você (apreciador) não poderia deixar de conhecer. Bem perto da porta de entrada para ir aos Lençóis Maranhenses...

Além de abrigar e receber influências portuguesas, francesas e holandesas em suas culturas ervais.

Fumar um “béque” olhando o horizonte do mar sem fim é incrível esse passeio.

Avinagrando este contexto, na cidade de Cruzeta (RN) a praça foi adubada para o “agronegócio” com o plantio de manga-rosa, ou seja, maconha de boa qualidade. Que porra-louquice!!!

O interessante é a confissão de um predileto diambeiro...

- Fumo há muito tempo. Sempre tive um relacionamento bom com a maconha. Ela nunca me deixou adoidado demais... ela me deixa relaxado, feliz e pronto”.

(...)

O “gosto” é muito relativo. Cada criatura forma suas preferências que sofre, sua sociedade, o que foi estimulado.

Não deixe sua vida virar fumaça....

Bom fim de semana, leitores!
Link
Leia Também »
Comentários »