MENU

29/06/2021 às 16h29min - Atualizada em 29/06/2021 às 16h29min

Obras no estádio do Pacaembu tem início com demolição do tobogã

No lugar do tobogã, uma arquibancada construída na década de 70 localizada atrás de um dos gols, será construído um edifício multifuncional, com um centro de convenções e um novo estacionamento.

Elaine Patricia Cruz
Agência Brasil - São Paulo
Demolição era contestada judicialmente pela Associação Viva Pacaembu - Foto: © Imagens cedidas pela assessoria da ALLEGRO PACAEMBU

  
As obras no estádio do Pacaembu, que foi concedido à iniciativa privada, tiveram início na manhã de hoje (29) com a demolição do tobogã, uma arquibancada construída na década de 70 localizada atrás de um dos gols.

O tobogã era um dos símbolos do estádio e sua demolição vinha sendo contestada judicialmente pela Associação Viva Pacaembu. A associação alegava que o tobogã não poderia ser demolido por causa do tombamento do estádio, mas a prefeitura afirma que a estrutura foi construída muito tempo depois, não fazia parte da estrutura original e não estava protegida pelo tombamento. O estádio foi inaugurado em 1940.

No lugar do tobogã será construído um edifício multifuncional, com um centro de convenções e um novo estacionamento.

Imagens de como ficará o estádio do Pacaembu após as obras - Imagens cedidas pela assessoria da ALLEGRO PACAEMBU


“A reforma no tobogã é a intervenção mais longa. Vamos fazer a demolição do tobogã, depois escavação e a construção do centro de convenções e eventos. Como esse será o cronograma mais longo, estamos começando por aí. A reforma no clube esportivo é basicamente um restauro. Por ser um cronograma mais curto, vamos deixar para depois”, disse Eduardo Barella, CEO da Allegra Pacaembu, concessionária do complexo esportivo do Pacaembu. O complexo é composto pelo estádio e pelo centro desportivo.

Para a demolição do tobogã, não serão utilizados explosivos, mas equipamentos como escavadeiras, guindastes, marteletes e tesouras hidráulicas. Segundo a empresa, cerca de 30 operários vão trabalhar na demolição da estrutura, o que deve durar de três a quatro meses. A ideia da empresa é reaproveitar todo o concreto do tobogã.

As obras tiveram início após liberação da prefeitura de São Paulo em alvará que foi publicado hoje no Diário Oficial.

“A obra começou hoje e será entregue em outubro de 2023. Serão 500 novos empregos só na gestão da obra, no trabalho dessa obra. Isso traz para a cidade de São Paulo mais um importante espaço de entretenimento”, disse hoje (29) o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes.

Segundo ele, a concessão do Pacaembu gera uma desoneração para a prefeitura de R$ 836 milhões pelo período de concessão de 35 anos. “Lembrando que essa concessão foi feita com pagamento de R$ 111 milhões de outorga”, destacou o prefeito.

Obras

Imagens de como ficará o estádio do Pacaembu após as obras - Imagens cedidas pela assessoria da ALLEGRO PACAEMBU


No térreo, segundo a empresa, haverá uma esplanada ao ar livre com vista para o gramado. Haverá também um boulevard, com uma praça interna de alimentação e serviços. Já as arquibancadas laterais (leste e oeste) vão ser inteiramente reformadas, com criação de áreas internas. Sob as arquibancadas haverá banheiros e lanchonetes e espaços para outras programações, como a arena de e-Sports. Ainda estão previstas a reformulação das áreas de imprensa, a criação de 25 camarotes e a implantação do desenho universal para acessibilidade aos espaços do Pacaembu.

A fachada histórica do estádio e a arquibancada norte, localizada na curva da ferradura (setores verde e amarelo), serão totalmente restauradas.

O clube poliesportivo também vai passar por restauro. O ginásio poliesportivo vai voltar a ter uma abertura na fachada norte e os arcos de madeira que compõem sua cobertura serão recuperados, readquirindo o aspecto original. Já o de tênis também terá sua cobertura original recuperada e áreas internas completamente restauradas.

A área da piscina, que permanecerá com acesso livre e gratuito, contará com lanchonete, banheiros e vestiários renovados e arquibancada restaurada. Já a quadra de tênis externa receberá uma nova abertura para o boulevard, local onde hoje funciona o estacionamento e dará espaço a uma praça de convivência.

O Pacaembu foi concedido à Allegra Pacaembu, que assumiu a gestão do complexo por 35 anos. A concessionária prevê investir cerca de R$ 400 milhões no equipamento público tombado.

Durante as obras no estádio, o Museu do Futebol, instalado no complexo, continuará funcionando normalmente.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...