MENU

26/05/2021 às 21h39min - Atualizada em 26/05/2021 às 21h39min

​PF mira quadrilha que usa empresas fantasmas para fraudar seguro-desemprego no TO

Entre os mandados, dois são de prisão preventiva e um de prisão temporária

Com Informações da PF - TO
Aproximadamente 26 policiais federais cumprem os mandados da “Operação Abre-te Sésamo” - Foto: Divulgação

 A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (26) a operação “Abre-te Sésamo” para cumprir mandados contra organização criminosa voltada a fraudar vínculos trabalhistas em empresas fictícias após forjar requerimentos do seguro-desemprego em Palmas, capital do Tocantins.

Aproximadamente 26 policiais federais cumprem oito mandados de busca e apreensão, dois de prisão preventiva, um de prisão temporária e ainda medidas de sequestro de bens e valores na cidade de Palmas.  

Com a medida, a PF pretende identificar todas as pessoas que tiveram envolvimento nas fraudes e outras pessoas jurídicas que possam ter sido utilizadas indevidamente para criação de vínculos trabalhistas com o objetivo de fraudar o benefício.

Agora, os esforços da Polícia Federal serão concentrados na análise dos materiais apreendidos e análise das movimentações bancárias dos envolvidos. Os bens sequestrados dos membros da organização serão destinados a ressarcir o erário público.

Os envolvidos poderão responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de estelionato majorado, falsidade ideológica e organização Criminosa, cujas penas somadas podem chegar a 20 anos de reclusão.

“Abre-te Sésamo” é uma expressão lúdica da história de “Ali Babá e os Quarenta Ladrões” utilizada como código para a abertura de uma caverna na qual quarenta ladrões escondem um tesouro.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...