MENU

28/08/2020 às 00h00min - Atualizada em 28/08/2020 às 00h00min

Durante Fórum Estadual de Mudanças Climáticas, Valderez defende desenvolvimento sustentável para o Estado

(Assessoria)
Participantes durante o Fórum Estadual de Mudanças Climáticas: Foto: Divulgação
A deputada estadual, Valderez Castelo Branco, participou virtualmente da 11ª reunião do Fórum Estadual de Mudanças Climáticas (FEMC) na manhã desta última quarta-feira (26). O grupo de conselheiros discutiu, entre outras pautas, a minuta do Projeto de Lei (PL) que instiui a política estadual sobre mudança do clima e de pagamentos sobre serviços ambientais, como também a Estratégia Tocantins 20-40. 

Após  cumprimento o Secretário Estadual de Meio Ambiente, Renato Jayme da Silva e toda sua equipe, e o Secretário Executivo do Fórum, Francis Rinaldi Frigeri em nome de todos os membros do FEMC, Valderez declarou se sentir honrada em poder participar do Conselho, pois de forma conjunta, é possível debater a proteção e a saúde ambiental, além de políticas públicas de desenvolvimento sustentável para o Tocantins.

A parlamentar elogiou a nova Política Estadual de Serviços Ambientais e de Pagamentos sobre Serviços Ambientais proposta pelo Governo. "Sabemos a importância de se criar instrumentos, incentivos e sistemas de gestão e planejamento para o Meio Ambiente, assim como dar apoio a iniciativas dos nossos municípios, pois tudo isso fortalece a atuação do poder público, e promove ações que são de fato eficientes para o desenvolvimento sustentável", disse. 

Ainda em sua fala, reforçou a importância da apresentação sobre a Estratégia Tocantins 20-40, que será um conjunto de ações que vão ser realizadas nos próximos 20 anos com expectativa de resultados extensivos em até 40 anos. "Uma estratégia que envolve vários eixos, como o econômico, o social, o ambiental e o de infraestrutura. Sabemos que a questão ambiental é um debate prioritário no mundo neste e nas gerações seguintes, por isso atuamos e trabalharmos para assegurar ações como esta, que buscam atrair investidores internacionais e resguardar nossa fauna e flora. A aplicação do Programa de Redução de Emissões (RED) é essencial neste sentido. Desta forma, podemos ser beneficiados por acordos internacionais que servirão para o fomento de projetos sustentáveis e garantirão que os nossos povos tradicionais estejam inclusos", afirmou.

Em nome da Assembleia Legislativa, a deputada se colocou a disposição para ouvir sugestões, promover audiências públicas, ou mesmo apoiar no que for possível em práticas que venham a fazer do Tocantins um modelo de desenvolvimento sustentável não só para o Brasil, mas no mundo.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...