MENU

11/02/2021 às 00h00min - Atualizada em 11/02/2021 às 00h00min

Fecoimp será híbrida e em outubro

Será realizada nos dias 20, 21, 22, 23 de outubro de forma híbrida em função da pandemia.

Willian Marinho
Da Redação
Edmar Nabarro: “Faremos a melhor Fecoimp dos últimos anos” - Foto: Arquivo
O presidente da Associação Comercial e Industrial de Imperatriz, Edmar Nabarro, confirmou ontem que a Feira do Comércio e Indústria de Imperatriz, a Fecoimp, uma das maiores feiras multisetorial do Estado, está marcada para ser realizada nos dias 20, 21, 22, 23 de outubro e será realizada de forma híbrida em função da pandemia.

O dirigente revelou que todos os preparativos para a realização da feita de forma híbrida já estão sendo tomadas e acredita que o número de pessoas que estará visitando on line será maior do que o presencial do ano passado, quando pouco mais de 29 mil pessoas passaram pelas roletas do Centro de Convenções.

“Não tenho a menor dúvida de que faremos a melhor Fecoimp dos últimos anos. Temos nos organizado e mantendo encontros permanentes entre diretores e especialistas para a promoção dela, que será de forma inédita mas manterá as perspectivas de negócios ainda maiores”, disse ele.

Nabarro explicou ainda que a feira terá uma plataforma digital em que todos os expositores poderão expor seus produtos e ainda com endereços e telefones para que os interessados em fazerem negócios tenham um canal direto e desta forma negociar o produto do seu interesse. Por não ter ingressos, o visitante pagará uma taxa para ter acesso à exposição, o que vai retornar a entidade os investimentos.

Ele afirmou ainda que um terço dos stands já foi reservado por empresários e industriais para expor seus produtos na Fecoimp, alguns já queriam pagar pelo local, no entanto, só a partir de abril é que serão comercializados, mas podem ser reservados.

Para o lançamento da Fecoimp, o presidente da ACCI revelou que será feito de forma diferente. “Sim, vamos fazer no início de abril, provavelmente, um lançamento diferente, pois vamos já neste dia promover uma mini exposição de produtos, afinal será uma feira de negócios”, acrescentou.

Contra  – Ao ser questionado por não assinar o documento das entidades empresariais classistas sobre o fechamento do comércio no período do carnaval, Edmar Nabarro disse que não assinou porque a Associação foi e é contra o fechamento do comércio. Segundo ele, no ano passado a entidade promoveu campanha contra o fechamento do comércio e agora não poderia mudar a opinião.

“Minha gente, o ano passado tivemos muitos feriados e por isso não concordei com o fechamento do comércio no carnaval, pois entendo que trabalhando a economia reage e os trabalhadores terão mais preocupações em ir para as ruas e aglomerar. No entanto, fui voto vencido”.

Ele disse ainda que ao fechar o comércio, as pessoas irão procurar diversões, viagens e reuniões com amigos, ou seja,  estarão oficializando a ilegalidade, enquanto que trabalhando estariam ocupados e seria menor o número de pessoas em busca de diversões nos quatro dias de feriado.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...