MENU

20/08/2020 às 13h13min - Atualizada em 20/08/2020 às 13h13min

Governo Mauro Carlesse não paga contas e pode fechar Hospital Dom Orione

Além do hospital, instituição mantém maternidade; Em busca de solução, entidades se unem, divulgam documento e cobram dívida

Hospital Dom Orione, 50 anos de funcionamento - Foto: Divulgação
Illya Nathasje

O governo do Tocantins, tendo à frente o governador Mauro Carlese poderá ser o responsável pelo fechamento do hospital com a maior história em saúde no Estado e da única maternidade da região norte, deixando ao leo, desassistidas, milhares de famílias em dezenas de municípios que para ali acorrem em busca de seus serviços. 
O governo do Tocantins tem uma dívida que se acumula desde 2015,  chega aos 18 milhões e compromete a prestação de serviços aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). 
A beira de fechar as portas, por falência, o "Dom Orione pede socorro" como destaca trecho do documento divulgado e assinado por mais de 20 entidades de Araguaína e cidades vizinhas que se reuniram na noite de ontem (19) no Tatersal do Parque de Exposições de Araguaína. O encontro  transmitido pela internet teve o objetivo de alertar a população, as autoridades e o Governo do Estado para a gravidade do problema.
- Esta realidade, nos leva a pedir socorro a todos os cidadãos de Araguaína e de todas as cidades circunvizinhas beneficiadas pelo Hospital Dom Orione, para nos ajudarem a fazer o Estado do Tocantins honrar o pagamento de seu compromisso financeiro, destaca trecho onde se cobra do responsável, o governador Mauro Carlesse o cumprimento de suas obrigações e responsabilidades.  
Não custa lembrar que por muito tempo não existia no Brasil o benefício da saúde pública, principalmente nas regiões mais pobres. O Inamps (Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social, por exemplo, só foi criado em 74, nesses tempos. restava à população quando doente e sem dinheiro para uma consulta, recorrer aos hospitais filantrópicos, como o Hospital Dom Orione que possui quase 50 anos de serviços prestados e realiza cerca de 6.200 partos por ano, possui 18 leitos de UTI Neonatal e 85 de enfermaria para mães e bebês, atendidas em sua ampla maioria pelo SUS. Sem receber os repasses em dia, atualmente, o hospital que possui mais de 1.200 funcionários deve mais de R$ 14 milhões para fornecedores e prestadores de serviços. 
Assim, quando o hospital pede socorro, esse não é apenas para a Instituição Dom Orione, mas sim, para uma comunidade inteira que ultrapassa as fronteiras de Araguaína chegando inclusive aos estados do Maranhão e do Pará.

O QUE DIZ O GOVERNO

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou que a atual gestão pagou em 2019 o valor de R$ 33.026.694,30 ao Hospital e Maternidade Dom Orione, montante superior ao pago em outros governos.
Em 2020 já foram pagos R$ 16 milhões e o governador Mauro Carlesse autorizou, nesta segunda-feira (17), o pagamento de R$ 12,7 milhões destinados as ações de enfrentamento da Covid-19.
"A [atual] gestão mantém o compromisso e credibilidade junto aos nossos fornecedores e gestões municipais, por honrar os débitos e realizar os pagamentos para a manutenção de todos os serviços de saúde. A SES reforça o compromisso e garante que a população não ficará desassistida em nenhum serviço de Saúde", diz a nota.
O Dom Orione mantém 10 leitos de UTI Covid para atendimento de pacientes do SUS.

Leia a nota divulgada pelas entidades

VIDAS HUMANAS PEDEM SOCORRO!

Ter uma Organização séria e histórica numa cidade é o sonho de qualquer cidadão.


Ter algumas centenas de benfeitores, que em nome do amor e da caridade fizeram grandes doações para a construção de um hospital dedicado a saúde humana é uma dádiva, um grande presente. Assim nasceu o Hospital e Maternidade Dom Orione em Araguaína.
Uma Instituição que ousou atender dignamente a todas as Mães que querem ter seus filhos com segurança, parto humanizado, acolhimento integral as Mães com partos de risco, acolhimento durante a permanência de atendimento com envolvimento em trabalhos sociais, com aprendizado de artesão, orientação espiritual, e para a vida e saúde das Mães e dos seus bebês. Este é o Hospital Dom Orione. Instituição que está pagando um alto preço para atender essas Mães e bebês pelo SUS.
O Dom Orione pede socorro! Na verdade não apenas a Instituição, mas uma comunidade inteira pede socorro, porque estão envolvidos mais de 1.200 funcionários, prestadores de serviços, fornecedores e toda uma vida de quase 50 anos de uma Instituição que fez uma clara escolha de defesa da vida humana!
Para que o Hospital mantenha suas portas abertas, tiveram os Instituidores, pela sua vocação em atender preferencialmente os mais carentes, ou seja, os pacientes do SUS. Ao escolher as Cidadãs mulheres, população que sempre foi mais vulnerável, a igreja, através da congregação orionita deu atenção preferencial a quem mais necessitava!
A parceria só foi possível porque a congregação, que nasceu antes do SUS, agiu em defesa da vida e entrou com a estrutura física construída e o Estado com o financiamento dos serviços de atenção a mulher, no momento mais especial de suas vidas, o nascimento de seus filhos.
Ao longo dos últimos anos, o parceiro Estado do Tocantins não tem honrado seus compromissos com o Hospital Dom Orione, deixando-o vulnerável a ponto de estar à beira de fechar as portas por absoluta falta de recursos financeiros para pagar os funcionários, os prestadores de serviços e os fornecedores. Somam-se hoje mais de 18 milhões a receber do Estado do Tocantins, gerando uma dívida da Instituição que supera 14 milhões de reais.
Esta realidade nos leva a pedir socorro a todos os cidadãos de Araguaína e de todas as cidades circunvizinhas beneficiadas pelo Hospital Dom Orione, para nos ajudarem a fazer com que o Estado do Tocantins honre com o pagamento de seu compromisso financeiro com o Hospital Dom Orione. A falta de cumprimento deste compromisso levará ao fechamento de 18 leitos de UTI Neonatal 85 leitos de enfermaria para as mães e seus bebês o que resulta em mais de 6.200 partos por ano.
Nossa esperança está em Deus e no envolvimento de cada cidadão para nos ajudar na cobrança junto ao Estado do Tocantins, pois assim mantemos o sonho do Criador da Congregação - São Luis Orione - de continuar servindo a humanidade e dignificando cada Cidadã e cidadão atendido em nossa Instituição.
Vale ressaltar que mesmo diante dessas dificuldades, o Hospital Dom Orione atuou intensamente para a instalação dos leitos de UTI Covid-19 em Araguaína, colocando à disposição do SUS 10 leitos os quais estão constantemente ocupados.

Assinam o presente documento, se solidarizando com o Hospital Dom Orione requerendo que o Estado do Tocantins realize os pagamentos devidos pelos serviços realizados as seguintes Instituições:

SRA - Sindicato Rural de Araguaína / ACIARA - Associação Comercial e Ind. de Araguaína /     ASCA - Associação dos Contabilistas de Araguaína / ASCOBIP - Associação de Contadores do Bico do Papagaio /  Associação Comercial e Industrial de Babaçulândia / Associação Comercial e Industrial de Colinas / CRMV-TO Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Tocantins / Grande Loja Maçônica do Estado do Tocantins / Loja Maçônica Rui Barbosa n.10 /    Lions Clube de Araguaína / OAB - Subseção Araguaína / Rotary Clube de Araguaína / Rotary Clube de Araguaína Capim Dourado / Rotary Clube de Araguaína Lago Azul / Rotary Clube de Colinas do Tocantins / SECETO - Sindicato dos Comerciários do Estado do Tocantins / SIAPABE - Sindicato do Comércio Atacadista de Produtos Alimentícios e de Bebidas do Estado do Tocantins /     SICOMOV - Sindicato do comércio varejista de móveis, artigos de colchoaria e decorações do estado do Tocantins / SICON Sindicato das Confecções do Estado do Tocantins / SIGEALTO - Sindicato de Gêneros Alimentícios do Estado do Tocantins / Sindicato Do Comércio Varejista De Veículos, Peças e Acessórios Do Estado Do Tocantins - SINCOPEÇAS / Sindicato Rural de Araguatins / Sindicato Rural de Arapoema / Sindicato Rural de Tocantinópolis / Sindicato Rural de Xambioá / Sindicato Rural de Colinas do Tocantins

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...