MENU

30/12/2020 às 00h00min - Atualizada em 30/12/2020 às 00h00min

UFMA organiza celebração dos 200 anos da imprensa no Maranhão

O primeiro jornal do Maranhão se chamava O Conciliador do Maranhão e se tornou o marco do início da nossa atividade jornalística.

DCom
Foto: Divulgação
 
SÃO LUÍS - Em abril de 1821, era fundado, na capital do Maranhão, a colonial cidade de São Luís, que ainda não era conhecida como Athenas Brasileira, o primeiro jornal do Maranhão. Chamava-se O Conciliador do Maranhão e se tornou o marco do início da nossa atividade jornalística – que, nesses 200 anos, mostrou-se pujante e bastante diversificada.

Para comemorar esse marco, a UFMA está organizando uma série de eventos em 2021. As ações estão sendo organizadas e efetivadas pela Diretoria de Comunicação.

“Achamos que essa é uma data que não podia passar em branco. Afinal, não é todo dia que se fazem 200 anos de história”, justificou o vice-reitor e diretor de comunicação, Marcos Fábio Belo Matos.

EVENTOS – Para as comemorações, estão sendo organizados alguns eventos e iniciativas midiáticas. Em abril, mês de fundação de O Conciliador, deverá ser dado o pontapé inicial, com um evento de abertura do bicentenário. Em setembro, está planejada a entrega da “Comenda 200 anos da imprensa no Maranhão”, uma honraria que a UFMA vai oferecer a personalidades da imprensa no estado. Em novembro, deverá ser feito um seminário temático para apresentação de pesquisas na área e lançamento de um livro temático, de nome provisório: “Imprensa no Maranhão: 200 anos de história”.

Para organizar tanto o livro quanto o seminário temático, foi formada uma comissão técnico-científica, com os professores Roseane Arcanjo Pinheiro (pesquisadora de história da imprensa,  do Curso de Jornalismo de Imperatriz), Roni César de Araújo (professor de história do Curso de Licenciatura em Ciências Humanas de Grajaú) e Marcos Fábio Belo Matos (professor dos cursos de Pedagogia e Jornalismo de Imperatriz).

A Comenda dos 200 anos será efetivada por uma Comissão, formada por representantes da UFMA e de entidades ligadas às letras, à história e à imprensa. A essa comissão caberá escolher o nome dos agraciados com a comenda, as regras para recebimento da homenagem e o nome do homenageado, que dará nome à medalha. “Sabemos que, na história da imprensa do Maranhão, tivemos grandes personalidades. Queremos escolher uma que represente todos os ideais da nossa história da imprensa”, ressaltou Marcos Fábio. A comenda entregará 50 medalhas a pessoas e entidades da imprensa maranhense.
PARCERIAS – Para efetivar essas e outras iniciativas – como a produção de um videodocumentário, um podcast com 5 episódios, um material especial para o Portal da UFMA e uma WebStorie, para redes sociais – a Diretoria de Comunicação já está encaminhando  projeto, na busca de parceiros: “Vamos buscar parcerias que nos ajudem a fazer uma grande comemoração dessa data, à altura do que essa imprensa bicentenária merece”, esclareceu Marcos Fábio.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...