MENU

18/12/2020 às 00h00min - Atualizada em 18/12/2020 às 00h00min

João Silva agradece pela conquista do sétimo mandato

Sidney Rodrigues – ASSIMP
João Silva agradeceu pela sua reeleição e pediu desculpas a qualquer um dos colegas que tenha se sentido ofendido por ele durante essa legislatura - Foto: Fábio Barbosa
O vereador reeleito João Francisco Silva (MDB) fez uso da Tribuna na última sessão ordinária do ano, realizada nesta terça-feira, 15 de dezembro, para agradecer e parabenizar a Câmara Municipal pelos trabalhos de 2020.

Informou que teve o privilégio de participar de seis posses e seis legislaturas. Começou sua trajetória política em 1988 e inicia mais um mandato em 2021, quando logo chegará um novo elenco escolhido pelo povo. Nas seis legislaturas, teve o destino de ser líder de governo de todos os prefeitos e quando isso acontece, todos se voltam para o que assume esse papel, como se fosse o próprio governo. Ao longo do tempo acumulou ataques, grosserias e atrevimentos à sua pessoa que muitos não tinha a coragem de falar ao governo, mas direcionavam a ele.

“Sempre fui equilibrado, íntegro e valente, do meu jeito e meu modo. Peço desculpas por qualquer ato ou palavra que tenha praticado aqui em nome do governo, ou algo que tenha ofendido algum dos senhores, pois minhas falas incomodaram não só a oposição, mas também colegas da situação. Sou mais idoso, mais cauteloso, mais vigilante, mais zeloso em cumprir as leis do país e nunca me afastei do cumprimento das mesmas. Me chamam de chato muitas vezes por fazer cumprir a Constituição, o regimento e a lei orgânica. Em diversas ocasiões eu disse que a leis eram inconstitucionais e muitos achavam ruim, mas isso faz parte de mim. E continuo pedindo desculpas. Não tenho nada contra nenhum dos parlamentares. Aqui temos pessoas valorosas e se eu pudesse escolher quem deve ficar por mais quatro anos, para mim seriam os mesmos que aí estão”, disse.

Para ele, a Câmara tem duas histórias, uma antes e outra depois do atual presidente Zé Carlos, de quem foi professor e nutre uma grande amizade que só vai terminar com a morte de um dos dois. Quer bem a todos e em suas orações pede por cada um, para que possam dar a Imperatriz o que ela precisa. Entende que a população quer harmonia, não briga. Quer serviços, quer ser tratada bem e por isso escolhe os melhores para estarem na Câmara e na Prefeitura.

Afirmou ter saudade daqueles vereadores que passaram por ali e não estão mais entre nós. Quer que todos se desarmem pois ele não está brigando por presidência. Aquele que ocupará essa missão tem que ser escolhido pelos vereadores, com qualidades intelectuais, de convivência, de organização e equilíbrio para que o legislativo tenha paz, pois os poderes são independentes, mas também são harmônicos. Não se deve ir para o plenário pensando em brigar, pois a luta lá é de ideias e divergências, para o bem do povo, já que os vereadores são os responsáveis por tudo de bom e de ruim que aconteça na cidade.

Agradece a Deus por tudo, pois as decisões que tomou foram sempre as certas. Parabenizou o Prefeito Assis Ramos por ter sido abençoado com a reeleição, resultado dos quatro anos trabalhados, e que os vereadores devem fazer igual, por um caminho novo, equilibrado, de paz e harmonia.

  “A câmara é uma caixa de ressonância, mas o povo sabe mais de nós, do que nós mesmos. Que trabalhemos com ética e determinação nessa legislatura que vai iniciar. Não sou o dono da verdade, mas respeito as pessoas, as leis e a ordem, de forma republicana. Entro no sétimo mandato quebrando vários tabus e digo obrigado a meu Deus, obrigado a minha família, obrigado aos colegas e ao povo. Sejam todos muito felizes. Um feliz natal e um ótimo ano novo, em tempos de amor e paz com os familiares e os amigos se integrando”, finalizou.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...