MENU

08/12/2020 às 00h00min - Atualizada em 08/12/2020 às 00h00min

Internados na UTI do Hospital de Campanha são de outros municípios

Novembro teve o menor número de óbitos por Covid-19 desde maio, com uma redução de 97,36%

Ariel Rocha - Ascom
O Hospital de Campanha possui 49 leitos de enfermaria e 10 de UTI. Casos suspeitos também são atendidos na UBS´s e na Unidade de Pronto Atendimento, UPA, São José. - Foto: Edmara Silva
São de municípios vizinhos todos os cinco (05) ocupantes dos leitos de Terapia Intensiva, UTI, no Hospital  de Campanha de Imperatriz, segundo dados referentes à taxa diária de ocupação desta segunda-feira, 07. Esses pacientes com Covid-19, atualmente em tratamento no local, vieram de Porto Franco (02), Sítio Novo (01), Açailândia (01) e Buriticupu (01). Já na enfermaria da unidade, são cinco doentes internados, sendo quatro (04) de Imperatriz  e um (01)  de  Carolina.

Novembro teve o menor número de óbitos por Covid-19 desde maio, com uma redução de 97,36%. Com relação ao mês de outubro, a redução foi de 81,81% nas mortes pela doença. A procura por exames de casos suspeitos caiu 60% nos ambulatórios das Unidades de  Saúde  Vila Nova e Milton Lopes. Também houve uma queda significativa na quantidade de casos ativos, confirmados com exames laboratoriais, que diminuíram 75,31% com relação a outubro.

O agente municipal de trânsito, Ariston Andrade de Brito, define a superação da Covid-19 como uma nova oportunidade de vida. Ele foi recuperado da doença após 13 dias de internação na rede pública, tendo sido atendido duas vezes durante o tratamento. “O atendimento pelo Município foi rápido e tranquilo. O que achei legal foi a questão do médico, que já na triagem agilizou muito o processo, me colocou como suspeita e rapidamente fui submetido aos exames de imagem e fiquei isolado”, explicou.

O Hospital de Campanha possui 49 leitos de enfermaria e 10 de UTI. Casos suspeitos também são atendidos na UBS´s e na Unidade de Pronto Atendimento, UPA, São José. Como destacado pela Prefeitura, não há intenção em desmobilizar os leitos do Município para tratamento de Covid-19. Os atendimentos dos acometidos pela doença seguem normalmente na Rede Pública de Saúde, cumprindo assim a recomendação do Ministério Público.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...