MENU

11/11/2020 às 00h00min - Atualizada em 11/11/2020 às 00h00min

Vice-governador faz lançamento de obra do porto seco

O secretário Pastor Porto acompanhou Carlos Brandão ao local em Davinópolis

Domingos Cezar
Da Assessoria
O vice-governador Carlos Brandão lançando em Davinópolis o porto seco - Foto: Jairo Figueiredo
Davinópolis - O vice-governador Carlos Brandão esteve na última sexta-feira (6) em Davinópolis, onde fez o lançamento do futuro porto seco, empreendimento a ser construído naquele município. “Será o maior porto seco do Nordeste, vetor de desenvolvimento regional”, garantiu o vice-governador Carlos Brandão.

Titular da Secretaria de Estado Extraordinária da Região Tocantina – SEERT, o Pastor Luiz Carlos Porto esteve presente em Davinópolis, por ocasião do lançamento desse importante empreendimento do Governo do Estado. “É mais uma grande obra do governador Flávio Dino para nossa região”, comemorou Pastor Porto.

Segundo o secretário, porto seco, ou Estação Aduaneira do Interior (EADI) é do que uma área alfandegada de uso público localizada em uma zona secundária. Ou seja, fora dos portos principais e próxima de regiões com grande volume de produtos a serem comercializados, tanto para importação de mercadorias como exportação. 

Pastor Porto, informa, ainda que, “dentro do porto seco são realizadas operações de movimentação, desembaraço, entrepostagem, armazenagem e despacho aduaneiro de mercadorias e de bagagem importadas ou que serão exportadas”.

Toda a administração do porto seco é feita por uma empresa privada, mas o controle aduaneiro é de responsabilidade da Receita Federal. Ou seja, ela faz todo o controle de mercadorias desde a sua entrada no país e consequente nacionalização e distribuição, assim como atua no processo de embarque para o exterior. 

“Os portos secos são uma opção logística para reduzir o fluxo de produtos nos portos e aeroportos brasileiros. Além disso, também agilizam as etapas do processo de envio e recebimento de mercadorias, reduzindo os custos com armazenagem”, explica Luiz Carlos Porto.

O secretário observa, ainda, que a opção do governador Flávio Dino e sua equipe da área em escolher o município de Davinópolis, para a instalação do porto seco, é a sua proximidade com a ferrovia Norte-Sul, hoje uma das mais movimentadas desta região.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...