MENU

24/08/2022 às 12h40min - Atualizada em 13/09/2022 às 00h01min

Ator e velejador Max Fercondini apresenta novo livro no Museu no Mar

O autor irá conversar no espaço cultural, no Santo Antônio Além do Carmo, nesta quinta-feira, 25, às 15h

SALA DA NOTÍCIA Da redação
Divulgação
O ator e velejador Max Fercondini, 36 anos, estará no Museu do Mar Aleixo Belov, no Santo Antônio Além do Carmo, na tarde desta quinta-feira, 25, às 15h, para apresentar seu mais novo livro. Intitulado de “Mar Calmo Não Faz Bom Marinheiro”, a obra publicada pela editora Insígnia Editorial relata as experiências dele em alto mar, mostrando as reflexões e os aprendizados em um oceano de autoconhecimento, tendo o Mediterrâneo e Atlântico como testemunhas e pano de fundo do novo trabalho. “... A vida pode ser resumida a uma gota no oceano, mas só quem conhece a profundidade do mar, sabe que a resposta não está na superfície”, afirma Fercondini, que aproveitará a oportunidade para conhecer o legado do velejador Aleixo Belov, 79 anos, considerado um dos maiores navegadores do Brasil.

Este é o segundo livro do ator, que, no início dos seus 32 anos, decidiu se aventurar no desconhecido, fazendo do mar sua morada. Ao longo desta jornada, o autor viveu inúmeras oportunidades em que se deparou com a beleza e a força da natureza. “Quando a gente cria expectativa sobre algo, tentamos, pelo nosso desejo, controlar o futuro. Entretanto, a vida é implacável e tem seus próprios planos para nós. Caberia a mim adaptar-me, mais uma vez...”, relata ele, em um dos trechos do novo lançamento.

Sobre Max Fercondini

Max Fercondini começou a trabalhar aos 14 anos em televisão, transitando pelas funções de ator, apresentador e diretor. Tornou-se piloto privado de aviões aos 22 anos e, aos 29, realizou a sua primeira expedição aérea pelo Brasil. Percorreu mais de 21 mil quilômetros pelas estradas da América do Sul, vivendo em um motorhome por seis meses consecutivos. Habilitou-se como velejador aos 32 anos e há cinco anos vive a bordo de seu veleiro na Europa. Max tem experiência por navegar na costa do Brasil, Espanha, Portugal, Inglaterra, França, Itália, Martinica, Bonaire, Curaçao, Saint Lucia, Gibraltar, Açores, Córsega, Sardenha e ilhas Baleares. Com três travessias oceânicas no currículo, o autor soma mais de 20 mil milhas navegadas até o lançamento do segundo livro.

>> Vídeo de apresentação do livro: https://vimeo.com/730131674/c0aeebe075


Museu do Mar Aleixo Belov

Localizado em um casarão amarelo de três andares que mistura arquitetura clássica com moderna no Santo Antônio Além do Carmo, no Centro Histórico de Salvador, o Museu do Mar Aleixo Belov guarda relíquias adquiridas durante as seis viagens que o velejador fez pelo mundo, sendo três delas em solitário no veleiro "Três Marias". Essa embarcação é o pilar central do equipamento cultural, que funciona de terça a domingo, das 10h às 18h, com acesso permitido até as 17h. O ingresso custa R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Crianças de até 5 anos não pagam. Nas quartas, o acesso é gratuito.

Notícias Relacionadas »
Comentários »