MENU

02/09/2022 às 18h32min - Atualizada em 02/09/2022 às 18h32min

Saiba por que você não deve reutilizar as embalagens para guardar alimentos

Potes de sorvete e de outros produtos podem ser prejudiciais à saúde

Cores Comunicação
Monique Silva Nogueira de Carvalho- professora e coordenadora do curso de Nutrição da Estácio São Luís - Foto: Divulgação
 
Sobrou comida do almoço. Você viu a embalagem de sorvete ali guardada no armário e não relutou em utilizá-la para guardar os alimentos. Essa cena já se repetiu inúmeras vezes na casa de muitos brasileiros. Porém, o que poucos sabem é que essa prática pode trazer malefícios à saúde.

As embalagens de produtos alimentícios como sorvetes e margarinas, por exemplo, foram projetadas para serem descartadas após o uso e não devem servir para armazenar outros gêneros alimentícios. O mesmo pode acontecer com recipientes de alumínio ou ágata. Se não tiverem sido projetados especialmente para o armazenamento a longo prazo, eles liberam determinadas substâncias que podem migrar para a comida ali depositada. A nutricionista e coordenadora do curso de Nutrição do Centro Universitário Estácio São Luís, Monique Carvalho, explica detalhadamente como o seu bem-estar pode ser prejudicado.

De acordo com a especialista, esses potes plásticos possuem xenobióticos, isto é, substâncias que não são reconhecidas pelo nosso organismo e, sendo assim, são nocivas à saúde. “Este xenobiótico pode ser o BPA, por exemplo, que é uma substância comprovada cientificamente como um agente que causa alguns tipos de câncer e até doenças neurológicas, como o mal de Alzheimer. A explicação para isso é que o corpo não metaboliza essa substância e ela se liga a uma célula, atrapalhando o seu funcionamento e alterando sua função”, esclarece Monique.

Como o xenobiótico é um corpo estranho, em muitos casos, ele não consegue ser excretado e intoxica o organismo. “Ele se acumula no organismo e, ao longo dos anos, traz prejuízos à saúde”, alerta.

Mas, e se eu limpar a embalagem de forma adequada?
Mesmo limpando os potes, não há garantia de que ele esteja totalmente livre de substâncias nocivas. “O que acontece é que o próprio alimento faz essa troca com a embalagem. Os compostos químicos das comidas interagem com os que estão presentes no recipiente. A situação é mais perigosa no caso dos alimentos muito gordurosos, que não devem, de maneira alguma, serem armazenados em depósitos plásticos”, ressalta a nutricionista.

Após toda a explicação, você pode estar se perguntando: então como eu devo armazenar os alimentos? De acordo com a especialista, é importante guardar os alimentos sempre em embalagens que foram fabricadas para essa finalidade e que, sendo assim, estão livres da possibilidade de contaminação. “Recomendo dar preferência a recipientes de vidro, que oferecem menor risco à saúde e são mais fáceis de limpar”, conclui. 

Notícias Relacionadas »
Comentários »