MENU

13/12/2021 às 10h20min - Atualizada em 13/12/2021 às 16h50min

Desafio da Pecuária Responsável divulga vencedores da primeira etapa

Foram selecionados 10 projetos do total de 73 inscritos

SALA DA NOTÍCIA Vitorya da Cruz Paulo
Phibro Saúde Animal
Divulgação

São conhecidos os 10 projetos selecionados para vencer o prêmio do Desafio da Pecuária Responsável, iniciativa da Phibro Saúde Animal, BE.Animal, Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes Industrializadas (ABIEC), Athenagro e Notícias do Front, com apoio de mais de 90 empresas dos vários segmentos e entidades de classe.

No total, 73 projetos foram inscritos, englobando os cinco domínios do bem-estar animal (boa nutrição, boa saúde, bom ambiente e conforto, bom comportamento e bom estado mental). Todas as propostas foram avaliadas com base nos critérios de relevância, resultados, inovação, qualidade e aplicabilidade. Os 10 projetos selecionados são apadrinhados por empresas, entidades ou profissionais e terão mentoria para eventuais ajustes e aperfeiçoamentos visando a próxima etapa, que escolherá os 3 projetos finalistas que concorrerão ao prêmio de R$ 15 mil no final do segundo trimestre de 2022.

Ivan Fernandes, diretor de marketing e serviços técnicos da Phibro Saúde Animal para a América do Sul, destaque que o Desafio da Pecuária Responsável, lançado em julho deste ano, tem como objetivo incentivar a cadeia de produção de proteína animal a melhorar suas práticas de forma alinhada aos preceitos essenciais da sustentabilidade, contribuindo para a saúde do planeta, dos bovinos e das pessoas, bem como para a economia nacional. "Recebemos 73 projetos, que foram avaliados e selecionados com extremo rigor. Destes, 10 trabalhos nos impressionaram tanto pela inovação quanto pela aplicabilidade no campo e conexão com a proposta do Desafio. São propostas de soluções reais para problemas reais da pecuária brasileira em termos de bem-estar animal", ressalta Fernandes. 

A classificação de notas dos trabalhos recebidos teve diferenciação muito pequena, afirma o prof. dr. Mateus Paranhos, da Universidade Estadual Paulista (Unesp) e sócio do Instituto BE.Animal, empresa responsável pela curadoria do projeto. "Não é porque as propostas que não ficaram entre as 10 não têm qualidade. Todas tinham qualidade e potencial de aplicação. Recebemos propostas com caráter múltiplo, porque além de promover o bem-estar dos animais, promovem a valorização do trabalhador e melhoram a eficiência na realização dos trabalhos. É uma perspectiva bastante nova, relacionada com um conceito de um só bem-estar, que envolve a questão animal e humano num ambiente equilibrado", pontua Paranhos.

Conforme explica a co-fundadora da BE.Animal e professora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT-Sinop), Fernanda Macitelli, "agora, esses 10 escolhidos vão ser assessorados por nós durante quatro meses para que os projetos possam fazer ajustes e, quando forem para a escolha final, estejam preparados para ser colocados em prática", esclarece.

"Em 2020 batemos o recorde de exportações, com mais de US$ 8 bilhões em receita. Além das conquistas obtidas nos últimos anos, temos muito ainda a evoluir e, nesse sentido, o Desafio da Pecuária Responsável é uma iniciativa de suma importância ao estimular o desenvolvimento de projetos que busquem solucionar algumas das missões do hoje e do amanhã", assinala Antônio Jorge Camardelli, presidente da ABIEC.

Conforme destaca Maurício Palma Nogueira, sócio-diretor da Athenagro, "nós vivemos um momento de muita desinformação em relação à pecuária e precisamos esclarecer a realidade da produção no campo e o que significa uma pecuária responsável. Uma das premissas é o bem-estar animal. Não se consegue bom desempenho do animal se não houver cuidado com o bem-estar, que tem a ver com a sustentabilidade e dará retorno econômico". 

O portal Notícias do Front defende que o resultado produtivo deve ser visto não apenas como a finalidade da cadeia, mas seu único objetivo possível, visando resultados financeiros positivos e sustentáveis. O portal é assinado pelo médico veterinário e pecuarista Rodrigo Albuquerque. "A pecuária precisa de quatro pilares, que são as responsabilidades animal, sanitária, social e ambiental. Produção e conservação ambiental são parceiros e não inimigos. Sem esse raciocínio, não vamos longe", pontua Rodrigo.

 

Confira a lista dos 10 vencedores e os respectivos padrinhos responsáveis:

1- Ana Luiza V. Schultz -  Aliança SIPA (GPSIPA/UFRS, NITA/UFPR e GPISI/UFR)
2 - Ananda Paula L. Lourenço – Fazenda Nota 10
3 - Carolina C. Coutinho - Minerva Foods
4- Iorrano A. Cidrini - APTA Colina
5 - Lareska C. Morzelle - GESTA'UP e Renata Cecilia Bonadio Franco da Silva
6 - Maciel Tavares - ESCO Água e Energia, ESPECIALIZO, Leonardo O. Fernandes, INTERGADO e FAZU
7- Maria Eduarda M. da Silva - Seres Júnior Inovações em Medicina Veterinária
8 - Milena A. Junqueira - ML Zootecnia de Precisão – Mauricio Lerro
9 - Rafael M. Joseph – Fazenda Nota 10
10 - Rúbia P. Barra - Mateus Paranhos e a Lívia C. Magalhães Silva

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...